Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2020
Tempo
10º
MIN 6º MÁX 13º

Edição

PS questiona Governo sobre falta de apoios ao Festival de Marvão

Os deputados do PS eleitos por Portalegre questionaram a ministra da Cultura, Graça Fonseca, sobre a falta de financiamento para o Festival Internacional de Música de Marvão, exigindo conhecer os critérios que levaram a essa decisão.

PS questiona Governo sobre falta de apoios ao Festival de Marvão
Notícias ao Minuto

12:24 - 06/12/19 por Lusa

Política PS

Numa pergunta dirigida à governante, a que a agência Lusa teve hoje acesso, Luís Moreira Testa e Ricardo Pinheiro, os únicos dois deputados eleitos pelo círculo eleitoral de Portalegre, recordam ainda o "impacto" do evento na comunicação social nacional e internacional.

"O Festival Internacional de Música de Marvão foi excluído dos concursos sustentados [da Direção-Geral das Artes] para o biénio 2020/2021, tendo a candidatura sido considerada elegível sem que, no entanto, lhe tenha sido atribuído qualquer apoio financeiro, contrariamente ao que aconteceu nos últimos dois anos", lê-se no documento.

Nesse sentido, os deputados socialistas questionam a ministra sobre "quais foram os critérios" que levaram à exclusão desta candidatura e de que forma Graça Fonseca pondera "suprir as carências" com esta exclusão.

A candidatura da Associação Marvão International Music Festival foi a última a ser considerada elegível na área da programação e solicitava perto de 280 mil euros para 2020 e 2021.

Nas atas da decisão final do júri, é confirmado o "mérito incontornável da qualidade artística do projeto", embora se realce que tal não significa "diretamente uma idêntica relevância cultural do projeto artístico".

O júri salientou, ainda, que importa distinguir "descentralização" de "democratização", ficando por esclarecer que concertos têm um preço "de acesso médio de 15 euros", antes de lembrar que o passe de 10 dias custa 395 euros, o que leva a comissão de avaliação a crer que "o acesso a estes concertos de excelência é dificultado aos públicos com menores rendimentos".

Entre outras considerações, o júri pedia ainda "maior explicitação do programa e dos projetos" para 2021, considerando que faltava "detalhe quanto à missão, historial, atribuições, equipa, etc.".

Os deputados, que recordam ao longo do documento a importância deste festival promovido pela Associação Marvão Internacional Music Festival, questionam ainda a governante sobre a redução de verbas para as artes no Alentejo.

"Tendo sido anunciado um reforço da dotação deste programa, como pode a região Alentejo que, por sinal, tem uma oferta cultural mais precária, ter uma redução de 8% na dotação atribuída, quando todas as outras regiões do país crescem significativamente", questionam.

Por fim, Luís Moreira Testa e Ricardo Pinheiro questionam a ministra da Cultura sobre se "pode existir" a possibilidade de criar um modelo de discriminação positiva aos eventos que se organizem em territórios de baixa densidade, como é o caso do Alto Alentejo.

A última edição do Festival Internacional de Música de Marvão decorreu em julho, com 42 concertos e mais de 600 músicos nacionais e internacionais em palco.

Além dos concertos, o festival incluiu exposições, cinema, concertos para crianças, visitas guiadas e apontamentos gastronómicos, como uma conferência na cidade de Ammaia, um vestígio romano no norte alentejano, situado dentro do Parque Natural da Serra de São Mamede.

O evento contou com o patrocínio do Presidente da República e teve como parceiros a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, Ministério da Cultura e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, entre outras entidades.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório