Meteorologia

  • 04 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 7º MÁX 18º

Comemorar o 25 de Novembro é "tentativa de manipular a memória"

O Chega defende que esta data não deve ser esquecida e que merece ser comemorada à semelhança do 25 de Abril.

Comemorar o 25 de Novembro é "tentativa de manipular a memória"
Notícias ao Minuto

09:58 - 22/11/19 por Patrícia Martins Carvalho

Política Porfírio Silva

Se o 25 de Abril, que colocou um ponto final na ditadura, pode ser comemorado, por que razão o 25 de Novembro, que abriu as portas à democracia representativa em Portugal, não tem o mesmo direito?

A questão tem sido levantada por André Ventura e levou o deputado do PS, Porfírio Silva, a abordá-la num texto publicado no seu blogue.

Assim, o socialista reitera que o "processo revolucionário português foi essencialmente pacífico e bem-sucedido" e, pese embora tenha passado por "muitos momentos difíceis, por tentativas de o reorientar à força, conseguiu sempre voltar à matriz mais pura das aspirações democráticas".

O 25 de Novembro, destaca, foi um "momento importante do processo português de libertação da comunidade política" e, "ao ter resultado no que resultou, fez parte do processo revolucionário de transição para a democracia", razão pela qual "não há nenhuma razão para um socialista democrático se envergonhar do 25 de Novembro".

"Pelo contrário: no 25 de Novembro saíram derrotadas algumas concepções erradas e perigosas acerca do que devia ser o nosso regime", escreve.

Exposta a temática, Porfírio Silva defende que "certas tentativas de manipular a memória do 25 de Novembro, certas abordagens revisionistas, não passam de falta de respeito por um caminho conjunto que os portugueses fizeram para construir uma democracia que temos, hoje, de voltar a defender contra os desmemoriados".

"Até porque, afinal, os que foram mais decisivos para termos chegado a bom porto, para termos equilibrado os contrários, foram os socialistas democráticos organizados no PS – e os seus aliados nesse combate. E disso temos o dever de nos orgulhar", remata.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório