Meteorologia

  • 17 JANEIRO 2020
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 14º

Edição

Rita Marques assume Turismo e André de Aragão Azevedo a Transição Digital

A presidente da sociedade capital de risco Portugal Capital Ventures, Rita Marques, vai assumir a pasta do Turismo, e André de Aragão Azevedo a nova secretaria do Ministério da Economia dedicada à Transição Digital.

Rita Marques assume Turismo e André de Aragão Azevedo a Transição Digital
Notícias ao Minuto

12:40 - 21/10/19 por Lusa

Política Governo

Rita Marques substitui Ana Mendes Godinho, que subiu a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, como secretária de Estado do Turismo.

Outra novidade na equipa do ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, é a criação de uma nova secretaria de Estado para a Transição Digital que vai ser assumida por André de Aragão Azevedo.

Segundo a lista de 50 secretários de estado para o XXII Governo Constitucional apresentada hoje ao Presidente da República pelo primeiro-ministro indigitado, João Neves, que já era secretário de Estado da Economia, é promovido a adjunto de Siza Vieira.

A pasta do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor mantém-se com João Torres e deixa de existir a secretaria de Estado da Valorização do Interior, que era liderada por João Catarino.

A estreante Rita Marques é presidente da sociedade de capital de risco Portugal Capital Ventures e tem desenvolvido diversos trabalhos de consultoria com entidades públicas e privadas na área da Inovação, Financiamento Público, Internacionalização e Investimento Direto Estrangeiro.

Já André de Aragão Azevedo é diretor executivo de Tecnologia da Microsoft Portugal, desde 2017, e também chefe do gabinete do secretário de Estado adjunto e da Saúde, entre 2008 e 2011.

João Neves, mestre em Administração e Políticas Públicas pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho (ISCTE), saiu da administração dos Laboratórios Bial em 2018, para assumir a secretaria de Estado da Economia.

João Torres foi secretário-geral da Juventude Socialista entre 2012 e 2016 e vice-presidente do grupo parlamentar do PS entre 2015 e 2018 e, enquanto deputado eleito pelo círculo do Porto entre 2015 e 2018, foi membro da Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação, da Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto e da Comissão Eventual para o Reforço da Transparência no Exercício de Funções Públicas.

O primeiro-ministro indigitado, António Costa, apresentou hoje ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, uma equipa de 50 secretários de Estado para o XXII Governo Constitucional, entre eles 18 mulheres.

No total, incluindo o primeiro-ministro, o XXII Governo Constitucional terá 70 elementos, somando ministros e secretários de Estado, dos quais 26 mulheres e 44 homens. O peso das mulheres no conjunto do novo Governo será de 37,1%.

O executivo cessante de António Costa, o XXI Governo Constitucional, tem 17 ministros (passa agora para 19), 43 secretários de Estado, 17 dos quais mulheres. No total, entre primeiro-ministro, ministros e secretários de Estado, a atual equipa cessante tem 61 governantes.

Na sua primeira composição, que tomou posse em 26 de novembro, o executivo tinha 17 ministros e 41 secretários de Estado, num total de 59 governantes (contando com o chefe do Governo).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório