Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

"Num país normal nenhum responsável pela Educação teria esse desplante"

Deputado do Partido Social-Democrata reage, esta sexta-feira, às várias notícias que têm surgido e que dão conta das dificuldades que as escolas de várias zonas do país enfrentam devido à falta de pessoal não docente.

"Num país normal nenhum responsável pela Educação teria esse desplante"

O agrupamento de escolas da Póvoa de Santa Iria, no concelho de Vila Franca de Xira, em Lisboa, anunciou hoje que, a partir de segunda-feira, as escolas vão encerrar de forma rotativa uma vez que não há assistentes operacionais em número suficiente.

Também em Lisboa hoje é notícia uma concentração de trabalhadores não docentes em frente à Escola Secundária Vergílio Ferreira em protesto contra a falta de pessoal nas 10 escolas do agrupamento.

E ainda no decorrer desta sexta-feira, a Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária Infanta D. Maria, em Coimbra, denunciou que o estabelecimento está a funcionar com menos dois assistentes operacionais e que existe a possibilidade de outros dois saírem.

Face ao exposto, e tendo por base a informação do fecho rotativo das escolas em Lisboa – à semelhança de uma ideia que havia sido posta em cima da mesa para as urgências de obstetrícia – o deputado do PSD recorreu às redes sociais para expressar o seu descontentamento.

Num primeiro momento, Duarte Marques mostrou-se estupefacto com a situação, mas ao confirmar a veracidade da informação, o deputado disparou na direção do Governo.

“Num país normal nenhum dos responsáveis pela Educação no Governo teria o desplante de tomar posse para a semana”, escreveu no Twitter.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório