Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Miguel Albuquerque abre a porta a "coligação de governo" com CDS

O PSD perdeu esta noite, pela primeira vez em 43 anos, a maioria absoluta na Madeira, e deverá governar a região numa coligação com o CDS.

Miguel Albuquerque abre a porta a "coligação de governo" com CDS

Foi entre gritos e aplausos que Miguel Albuquerque discursou após serem conhecidos os resultados oficiais que deram a vitória ao PSD na Madeira.

“O PPD venceu estas eleições de forma clara e inequívoca, recebendo a confiança dos madeirenses e portosantenses. A extrema-esquerda e o PS mais uma vez foram derrotados na Madeira”, começou por dizer.

O líder do PSD Madeira agradeceu ao povo “a lição de participação democrática que deu ao país, aumentando a afluência às urnas”.

E, assegurando que o PSD Madeira assumirá mais uma vez a responsabilidade que lhe foi delegada pelo voto livre dos cidadãos, Miguel Albuquerque disse que constituirá governo “num quadro de estabilidade parlamentar, como sempre defendemos”.

O líder do PSD na Madeira deixou também uma palavra aos madeirenses que votaram noutras forças políticas. “Governaremos sem qualquer reserva ou discriminação”, prometeu.

Aos adversários políticos, pediu que “façam o esforço de cumprir a sua função de oposição com responsabilidade pensando sempre nos interesses da Madeira e do seu povo”.

“Amanhã iniciaremos uma nova batalha, ajudar o PSD nacional a ter um bom resultado nas eleições nacionais e ajudar o nosso partido a eleger à Assembleia nacional que continuem a defender a nossa autonomia e desenvolvimento integral”, destacou. 

Coligação com CDS?

Sobre o futuro na assembleia regional, Miguel Albuquerque disse que um eventual acordo com o CDS-PP para ter uma maioria que permita a governação na Madeira passará por "uma coligação de governo".

"Será um acordo de coligação de governo", disse o líder social-democrata madeirense na reação ao resultado das eleições regionais de hoje na Madeira.

O também cabeça de lista do PSD insular considerou ainda ser "fundamental que os partidos coligados tenham elementos" dentro dos executivos para "dar mais consistência à governação".

Miguel Albuquerque ainda assegurou que já falou com o líder do CDS da Madeira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório