Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Catarina Martins diz que últimos 4 anos foram de debate intenso no BE

A coordenadora bloquista assume que os últimos quatro anos foram de "debate muito intenso, mesmo dentro do BE", apontando que o partido não penaliza quem expressa publicamente a opinião, mantém a diversidade, mas com "grande coesão" na direção.

Catarina Martins diz que últimos 4 anos foram de debate intenso no BE

Na entrevista à agência Lusa, Catarina Martins refere-se ainda à ideia já defendida pela coordenadora do BE de que o programa eleitoral é "essencialmente social-democrata", algo que garante não ser novo, mas que "a direita, à falta de programa, tem tentado apanhar qualquer frase para tentar encontrar clivagem, fricção".

"Nós temos uma grande vantagem no BE, não há divergências caladas. A vida interna do BE é sempre muito pública. Como sabem ninguém é penalizado no partido por exprimir publicamente a sua opinião", responde, quando questionada sobre a vida interna do partido.

Garantindo que o partido tem "uma enorme prática do respeito pela diversidade de opiniões, tanto internamente como externamente", a líder bloquista defende que "um partido deve ser transparente na diversidade que tem".

"E o Bloco continua a ter diversidade. Agora, é verdade que temos uma grande coesão de direção do Bloco de Esquerda, que é muito larga e eu acho que é importante", aponta.

A legislatura que agora termina, marcada pela solução inédita de apoio parlamentar de todos os partidos de esquerda ao Governo minoritário socialista, "foram quatro anos de debate muito intenso, mesmo dentro do Bloco de Esquerda", assume Catarina Martins, debate interno esse que foi sobretudo sobre o trabalho que havia de fazer e as responsabilidades assumidas.

"A capacidade de debate intenso é importante para a coesão de um partido e para chegar a soluções que sejam amplas e maioritárias", considera.

Em relação à ideia que de que o programa do BE é "essencialmente social-democrata" -- declaração feita em entrevista ao Observador - Catarina Martins tenta agora ser "mais clara".

"Aquilo que temos dito é que o BE é um partido com uma estratégia socialista, ecologista, é o que o define, não mudou nisso, mas o programa do Bloco de Esquerda é herdeiro e com orgulho disso, de uma série de medidas, de construções, de várias lutas da esquerda, não só do campo estrito do Bloco de Esquerda", explicita.

Quando os bloquistas defendem "o Serviço Nacional de Saúde, com unhas e dentes", exemplifica a líder do BE, têm presente que a ideia na qual o sistema português se inspirou "é uma produção dos sociais-democratas britânicos, o Labour", tal como quando defendem o regresso aos 25 dias de férias pagas sabem que este conceito foi criado "por um governo de unidade entre sociais-democratas e comunistas, em França".

"Nós vamos à raiz dessas lutas do trabalho e gostamos de ter essas conquistas que deram direitos às pessoas, que regularam a economia e partidos ditos de centro que se dizem herdeiros dessas medidas, de facto, abandonaram-nas e hoje as medidas que puxam pelos direitos do trabalho, que regulam a economia, que têm preocupação de justiça social, encontram-se no programa do Bloco de Esquerda e no programa do Partido Comunista Português", enaltece.

Questionada se estas medidas não se encontram no programa do PS, Catarina Martins reitera: "Em boa medida não. Já é assim há alguns anos".

"Eu atrevia-me a dizer, não é uma novidade, já é assim há alguns anos. Toda a gente se lembra seguramente da terceira via, portanto, já sabemos que já é assim há bastante tempo", justifica.

Sobre o futuro na liderança do partido, a coordenadora bloquista lembra que o mandato é de dois anos, a cada convenção, e que respeita muito essa função.

"Julgo que no BE sempre fomos bastante ponderados nas decisões que tomamos. Enquanto tiver sentido uma determinada solução, ela deve manter-se. Quando deixa de ter sentido, é preciso outra solução. Eu estarei sempre disponível para construir as soluções que estiverem sentido em cada momento", disse apenas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório