Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2019
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 27º

Edição

Edgar Silva diz que "alternância" não traz "viragem" nas políticas

O cabeça de lista da CDU às eleições legislativas regionais da Madeira, Edgar Silva, disse hoje que a mudança "é uma praga" porque anuncia a "alternância", mas não traz "uma viragem" nas políticas.

Edgar Silva diz que "alternância" não traz "viragem" nas políticas
Notícias ao Minuto

19:57 - 12/09/19 por Lusa

Política Eleições

"Aqui [zonas altas de Santo António, concelho do Funchal] é onde é possível ver, com toda a nitidez, o que é a praga da alternância, porque só prolonga a injustiça social, substitui uns por outros na cadeira do poder, mas a injustiça social, as desigualdades sociais, as desigualdades territoriais não mudam, não se alteram", afirmou Edgar Silva, que é também coordenador regional da CDU na Madeira, numa ação de campanha no sítio das Courelas.

O candidato apresentou como exemplo a Câmara Municipal do Funchal, onde a coligação liderada pelo PS e denominada "Mudança" tirou o PSD da governação, mas "a injustiça social não se alterou, as desigualdades não se alteraram, houve apenas uma dança de cadeiras sem que houvesse um novo rumo, sem que houvesse uma viragem".

"Essa praga da alternância cria desconfiança, cria desalento, cria desânimo, porque faz tanta gente pensar que vai haver uma mudança em nome de uma alegada mudança", observou.

"Mudança é uma praga porque anuncia a alternância, mas não traz uma viragem nas políticas, não traz um novo rumo e mais justiça social", acrescentou Edgar Silva, apelando para o voto na CDU.

Enquanto o comício não começava, no largo de um bar nas zonas altas da cidade do Funchal, uma gravação lembrava, continuamente, o que acontecera há quatro anos: por 12 votos, a CDU não elegeu um terceiro deputado e tirava a maioria ao PSD.

Nas últimas eleições, a CDU conseguiu eleger dois deputados para a Assembleia Legislativa da Madeira.

As eleições regionais da Madeira realizam-se no dia 22, com 16 partidos e uma coligação a disputar os 47 lugares no parlamento regional.

PDR, CHEGA, PNR, BE, PS, PAN, Aliança, Partido da Terra-MPT, PCTP/MRPP, PPD/PSD, Iniciativa Liberal, PTP, PURP, CDS-PP, CDU (PCP/PEV), JPP e RIR são as 17 candidaturas validadas para estas eleições, com um círculo único.

Nas regionais de 2015, os sociais-democratas seguraram a maioria absoluta - com que sempre governaram a Madeira - por um deputado, com 24 dos 47 parlamentares.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório