Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

"Passámos por momentos de grande dificuldade, mas sempre com lealdade"

A reunião entre António Costa, Carlos Moedas e Elisa Ferreira, que teve lugar, esta quinta-feira, no Palácio de São Bento, em Lisboa, já terminou.

"Passámos por momentos de grande dificuldade, mas sempre com lealdade"

Tanto o primeiro-ministro como o antigo comissário europeu português, que na Comissão liderada por Jean-Claude Juncker teve a seu cargo a pasta da Ciência e Inovação, falaram aos jornalistas, tendo trocado elogios e votos de realização.

As primeiras palavras de agradecimentos foram proferidas pelo primeiro-ministro.

"Foi para mim sempre motivo de grande satisfação testemunhar todos os elogios que ouvi de todos os meus colegas e o enorme reconhecimento que em toda a Europa encontrei ao excelente trabalho desenvolvido por Carlos Moedas", começou por dizer, para, logo de seguida, tecer rasgados elogios.

“"Enquanto primeiro-ministro, quero também agradecer a forma impecável como mantivemos sempre um relacionamento muito estreito. Sempre respeitando a independência própria de um comissário europeu, Carlos Moedas foi um incansável defensor dos portugueses e de Portugal, em todas as circunstânciasCarlos Moedas foi absolutamente essencial e em nome do Governo português quero aqui expressar o agradecimento e reconhecimento e fazer votos para que nas novas atividades, que vai desenvolver, tenha tanta realização pessoal e profissional como tem tido ao longo da sua vida”, sublinhou António Costa.

Já o antigo comissário europeu respondeu ‘na mesma moeda’, fazendo questão de sublinhar a ótima relação que sempre foi estabelecida com o chefe do Governo português.

“Foram cinco anos como comissário europeu, com uma relação institucional com o senhor primeiro-ministro que correram sempre tão bem. Porque no fundo, a nossa relação estava acima dos partidos. Era Portugal. E essa relação era de lutar sempre para representar Portugal o melhor possível, representando eu todos os europeus, sou português. Passámos momentos de grande dificuldade mas sempre com uma lealdade extraordinária, confiança pessoal que agradeço ao senhor primeiro-ministro. Agradeço porque foram anos de trabalho em conjunto em prol de Portugal”, reconheceu.

Após a reunião com Carlos Moedas, António Costa recebeu Elisa Ferreira, indicada pelo Governo português para integrar a Comissão Europeia que vai ser liderada pela alemã Ursula Von der Leyen.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório