Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Passes de estudantes suspensos? JSD acusa Governo de ser “caloteiro"

Margarida Balseiro Lopes lança críticas ao Executivo de António Costa. "Governo é muito rápido a cobrar impostos sobre as famílias e empresas, mas é caloteiro quando tem de pagar as suas responsabilidades", aponta a social-democrata.

Passes de estudantes suspensos? JSD acusa Governo de ser “caloteiro"

As operadoras de transporte público vão suspender a venda dos passes com desconto para os estudantes já a partir de setembro, devido à falta de pagamento por parte do Governo das verbas relativas a 2019. Uma informação avançada pelo presidente da Associação Nacional de Transportes Rodoviários de Pesados de Passageiros (Antrop), em declarações à TSF.

Margarida Balseiro Lopes, presidente da Juventude Social Democrata, lamenta a suspensão das vendas de passes com descontos para estudantes “em resultado do calote do Governo às empresas de transporte de passageiros” e exige “a rápida resolução do problema”, por forma a “não prejudicar os estudantes” no início do ano letivo que se avizinha.

De acordo com a Antrop, recorde-se, em causa está uma dívida de valor superior a sete milhões de euros. O Governo atira a decisão para o Conselho de Ministros que se vai realizar a 5 de setembro.

“O Governo promete, promete, mas depois não paga as suas promessas, colocando em risco o transporte para milhares de estudantes”, critica Margarida Balseiro Lopes numa nota enviada ao Notícias ao Minuto, considerando que o Governo de António Costa “é muito rápido a cobrar impostos sobre as famílias e empresas, mas é um caloteiro quando tem de pagar as suas responsabilidades”.

A social-democrata aproveitou para lembrar que “este é o Governo que aplicou a maior carga fiscal de sempre em Portugal”, uma crítica da Direita que o Executivo tem vindo a negar.

Sobre o mesmo tema, o grupo parlamentar do CDS, dirigiu esta segunda-feira uma pergunta ao Governo com o intuito de saber  se existe uma dívida para com os operadores de transportes e de quanto.

Em resposta à agência Lusa, o Ministério do Ambiente e da Transição Energética, que tutela os transportes, disse que "a RCM que permite o pagamento das verbas reclamadas pela ANTROP está agendada para o Conselho de Ministros de 5 de setembro".

De acordo com fonte do Executivo, o adiamento do agendamento desta RCM "deve-se à necessidade de reconfirmar as verbas em causa", assegurando que estas verbas "nada têm a ver com o Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART), cujo pagamento tem sido disponibilizado antecipadamente".

Indicando que a ANTROP já foi informada do calendário para o pagamento das compensações em dívida, o gabinete do ministro do Ambiente e da Transição Energética informou que no último Conselho de Ministros, em 22 de agosto, já foi aprovado o pagamento dos passes intermodais de Lisboa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório