Meteorologia

  • 17 SETEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 27º

Edição

Chega quer "emagrecer" poder e "abolir cargos inúteis" na Madeira

O cabeça de lista do Chega às eleições legislativas da Madeira, Miguel Teixeira, disse hoje que o principal objetivo do partido é "emagrecer o poder político" e "abolir cargos inúteis" na administração pública.

Chega quer "emagrecer" poder e "abolir cargos inúteis" na Madeira
Notícias ao Minuto

19:11 - 12/08/19 por Lusa

Política Madeira

"A velocidade para emagrecer o Estado é fundamental, não podemos continuar a alimentar um monstro governativo à custa dos cidadãos comuns", afirmou, após a entrega das listas de candidatos às regionais de 22 de setembro, no Tribunal da Comarca da Madeira, no Funchal.

Miguel Teixeira, que é também o presidente do Chega na região autónoma, considera que o poder político "suga todo o dinheiro dos impostos" e, por outro lado, de acordo um "pequeno levantamento" feito pelo partido, foram detetados 63 "cargos inúteis", que devem ser "abolidos", a começar por cerca de metade dos 47 lugares de deputado na Assembleia Legislativa.

"Eu gostava imenso de ter maioria já nestas eleições, porque a primeira assembleia que houver no dia seguinte vamos já reduzir para 22 deputados", declarou, vincando que "o povo madeirense anda doente da cabeça, anda doente fisicamente, porque já não aguenta mais".

O candidato disse ainda que o Chega quer ser governo e vai sê-lo "custe o que custar", mas para já não revela se está disposto a viabilizar algum executivo por via de coligação.

"Não consigo dizer isso hoje, vamos ver qual é o quadro político após as eleições e vamos analisar e só então vamos responder a essa pergunta que é bastante curiosa para todos", referiu.

Miguel Teixeira tem 60 anos e é empresário na área da floricultura.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório