Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2019
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 22º

Edição

Minoria do PS de Daniel Adrião pede pluralismo e nas listas de deputados

A corrente minoritária dos socialistas liderada por Daniel Adrião enviou uma carta aberta ao secretário-geral do PS, António Costa, pedindo que as listas de candidatos a deputados do partido sejam pluralistas e integrem os críticos da direção.

Minoria do PS de Daniel Adrião pede pluralismo e nas listas de deputados
Notícias ao Minuto

14:36 - 20/07/19 por Lusa

Política PS

Esta carta aberta, divulgada hoje, é subscrita por 122 dirigentes, militantes e simpatizantes e surge antes de a Comissão Política Nacional do PS aprovar na próxima terça-feira as suas listas de candidatos para as próximas eleições legislativas.

"É com a convicção da justeza, do sentido ético e do princípio superior comungado que apelamos ao camarada secretário-geral, António Costa, que na proposta que lhe cabe apresentar à Comissão Política Nacional, que procederá à aprovação das listas eleitorais do PS para as legislativas de 6 de Outubro, seja plasmada aquela que é a plural representação democrática nos órgãos nacionais do partido", lê-se no texto.

A tendência de Daniel Adrião representa mais de 10% dos membros da Comissão Política Nacional do PS.

Na carta, esta corrente pede respeito pela "vontade expressa pelos militantes socialistas no último Congresso Nacional" de 2018, frisando que cabe ao secretário-geral garantir, de acordo com as competências que os estatutos do partido lhe conferem, um funcionamento harmonioso do PS".

"Motiva-nos esta carta que o PS se apresente perante os portugueses com listas que reflitam a sua integralidade, pluralidade e diversidade, consubstanciadas nas suas várias representatividades internas, maioritárias e minoritárias, resultantes da vontade democrática da sua base social de apoio, no respeito pelo património genético do PS e da sua tradição integradora das diferentes sensibilidades e correntes de opinião", alegam os subscritores.

Para este grupo interno dos socialistas, "especialmente neste momento de reafirmação eleitoral, o PS só ganha em apresentar-se unido na sua pluralidade e na sua diversidade perante a sociedade portuguesa".

Na carta, a corrente de Daniel Adrião deixa ainda uma advertência ao líder socialista: "Que fique bem claro que a nossa intenção é tão-somente a de todos fortalecermos o PS neste próximo desafio eleitoral, em que as nossas legítimas ambições são uma ampla e confortável maioria para que possamos continuar a transformar Portugal e ampliar o bem comum para todos os portugueses".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório