Meteorologia

  • 19 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Bilhetes para o NOS Alive? Aliança assume "engano", mas caso é "ridículo"

A secretária pessoal de Santana Lopes admite o erro, por ter enviado um e-mail de teor pessoal através do e-mail profissional. Ainda assim, lamenta que se esteja a fazer do assunto um caso comparável ao Galpgate e outros.

Bilhetes para o NOS Alive? Aliança assume "engano", mas caso é "ridículo"

“Ridículo”. É desta forma que Margarida Netto, secretária pessoal de Santana Lopes reage à notícia de que a Aliança usou meios oficiais do partido para pedir bilhetes para o festival NOS Alive, que decorre até domingo no Passeio Marítimo de Algés. 

Em declarações ao Notícias ao Minuto, a ex-deputada do CDS assume que foi um "erro" seu ao enviar o e-mail da sua conta profissional, mas lamenta que se esteja a criar um caso sobre um erro humano misturando-o com o partido.

“É absolutamente ridículo estar a misturar a Aliança com um engano meu. Enviei o e-mail do e-mail da Aliança e não do meu pessoal”, esclarece, assegurando que não pediu bilhetes de borla.

Limitou-se, explica, a aceder a um pedido pessoal de Santana Lopes, perguntando ao diretor da promotora de espetáculos Everything Is New, organizadora do festival NOS Alive, se havia a possibilidade de arranjar dois bilhetes, “a pagar como é óbvio”. “Estar a fazer disto um caso e comparar ao Galpgate e etc. é completamente despropositado e ridículo”, reforça.

Segundo noticiou o Observador, no e-mail em causa podia ler-se: ”Encarrega-me o Dr. Pedro Santana Lopes de solicitar ao Dr. Álvaro Covões a possibilidade de arranjar duas pulseiras VIP para os dias 12 e 13 de Julho”. Tinha como destinatário Álvaro Covões mas seguiu também para a imprensa e foi rapidamente resgatado desaparecendo da caixa de correio dos jornalistas.

Margarida Netto nega que isso tenha acontecido. “Aquilo que está escrito [na notícia do Observador] de tentei resgatar o e-mail é mentira (…) assumo o erro, tudo o que foi inventado à volta disso, lamento”.

Mais, Margarida desconhece como é que o e-mail foi parar à imprensa. Sabe apenas que outros meios, além do Observador, também o receberam. “É outro mistério”. “É inventado, é tentar fazer um caso onde ele não existe. É tentar misturar a Aliança com um engano de uma pessoa que é humana, que sou eu, com um pedido pessoal”, finalizou, referindo ainda que o líder do partido, Pedro Santana Lopes, não está disponível para falar sobre o tema. “Isso é dar importância a um assunto que é ridículo”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório