Meteorologia

  • 18 JUNHO 2019
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 21º

Edição

Dois candidatos à distrital do PSD de Castelo Branco

O presidente do PSD da Covilhã, Luís Santos, e o deputado social-democrata Álvaro Batista assumiram hoje publicamente as candidaturas à Comissão Política Distrital do PSD de Castelo Branco.

Dois candidatos à distrital do PSD de Castelo Branco

Numa carta enviada aos militantes do partido, Luís Filipe Santos explica que, nos últimos dias, tem recebido apelos dos mais diversos quadrantes, das estruturas dirigentes e dos militantes de base, que o têm incentivado a avançar com uma candidatura renovadora.

"Momentos há em que temos de tomar decisões que podem mudar o futuro das nossas vidas. Tenho um passado ao serviço do nosso partido, mas é sobretudo no presente e no futuro que nos devemos concentrar. Por isso, assumo a decisão de ser candidato às eleições do dia 06 de julho de 2019", afirma o candidato.

Luís Filipe Santos entende que é o momento para fortificar o partido: "É o momento da renovação das nossas bandeiras, do pragmatismo das nossas soluções. É o momento de promover o nosso crescimento sustentável, por via do desenvolvimento económico, da implementação de medidas sociais, mas sobretudo pela difusão de medidas que promovam a coesão territorial", defende.

O candidato sublinha que chegou o momento de o PSD ser uma força renovadora que mobiliza todos os militantes e simpatizantes.

"Temos que voltar a lutar pelas nossas causas e princípios que sempre fizeram e queremos que continuem a fazer a diferença na região e no país. Quero criar uma onda renovadora dos nossos compromissos enquanto militantes, sem rodeios sobre o nosso posicionamento ideológico", conclui.

Já o atual deputado do PSD eleito pelo círculo de Castelo Branco Álvaro Batista explicou à agência Lusa que avança para estas eleições por entender que deve ser encontrado um novo rumo para o PSD distrital e que se sente em condições para poder liderar esse novo projeto.

"Internamente, é uma candidatura pacífica. Não é contra ninguém. É um novo projeto que apresento aos militantes do partido para que eles possam escolher livremente quem é que neste momento entendem ter mais condições para liderar a distrital", afirmou.

Adianta ainda que os últimos resultados eleitorais do PSD no distrito não podem ser considerados positivos, apesar de realçar o "muito trabalho" que se fez.

"Do meu ponto de vista, é importante alterar a estratégia de comunicação e a forma de ligação do partido às pessoas. É importante que o PSD volte a liderar todas as legítimas expectativas das pessoas que residem no distrito e que têm sido muito mal tratadas pelo atual Governo, sem que a voz do PSD se tenha feito ouvir condignamente", concluiu.

As eleições para a Comissão Política Distrital do PSD Castelo Branco estão marcadas para o dia 06 de julho. As candidaturas podem ser apresentadas até três dias do ato eleitoral.

O deputado Manuel Frexes demitiu-se, no dia 01 de junho, da presidência da distrital de Castelo Branco do PSD.

Através de uma carta enviada aos militantes, o antigo presidente da Câmara do Fundão entre 2002 e 2012 comunicou também que não se vai recandidatar ao cargo de deputado da Assembleia da República, que exerce atualmente.

Fazendo uma alusão à acusação do Ministério Público, que o constituiu como arguido por suspeitar de alegados crimes de prevaricação e corrupção quando liderava o município do Fundão, Manuel Frexes considera "inaceitável" e "insuportável" a "condenação mediática" a que diz ter sido sujeito.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório