Meteorologia

  • 23 JULHO 2019
Tempo
22º
MIN 19º MÁX 25º

Edição

Berardo? Da "triste figura que exibiu" à intenção de processar deputados

Para o social-democrata Carlos Abreu Amorim, se Berardo vier a processar os deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito estará a "agir contra todos os deputados da Assembleia da República" e contra todos os que os elegeram.

Berardo? Da "triste figura que exibiu" à intenção de processar deputados

O empresário Joe Berardo pediu a gravação da sua audição na Comissão Parlamentar de Inquérito, do passado dia 10 de maio, tendo em vista avançar com um processo judicial contra os deputados presentes, foi esta quarta-feira revelado. 

"Se Berardo processar os deputados da CPI por causa da sua inquirição e da triste figura que exibiu está a agir contra todos os deputados da AR, de todos os partidos políticos", comenta o social-democrata Carlos Abreu Amorim, socorrendo-se do Facebook. 

Se o fizer, prossegue o deputado, está a agir, sobretudo,  "contra aqueles que os elegeram para que fizessem o seu específico trabalho parlamentar" e que "nunca podiam deixar de fazer na CPI da Caixa". 

O social-democrata termina lembrando que a imunidade parlamentar existe em todos os Parlamentos democráticos do mundo"precisamente para este tipo de situações". "E nunca para outros", remata.

Na mesma linha, Duarte Marques assinala no Twitter:  "Quando alguns perguntam qual a justificação de haver imunidade parlamentar aqui está um exemplo. Para não ter contemplações com gente desta", escreve, referindo-se à intenção de Joe Berardo de processar os deputados. 

Em 18 de maio, recorde-se, foi noticiado pela RTP que o empresário José Berardo, conhecido por Joe Berardo, queria processar o presidente da comissão de inquérito, Luís Leite Ramos (PSD), mas sabe-se agora que o processo foi alargado aos deputados presentes na audição.

Na sua audição no Parlamento, em 10 de maio, Joe Berardo pediu para que a sua audição não fosse transmitida em direto pela ARTV. O advogado do empresário, André Luiz Gomes, considerou "totalmente ilícita" a transmissão da audição pelo canal Parlamento.

A audição ficou marcada por considerações polémicas de Joe Berardo, que indignaram os deputados e os portugueses, nomeadamente a seguinte afirmação: "Eu, pessoalmente, não tenho dívidas nenhumas"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório