Meteorologia

  • 17 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Catarina Martins destaca "bom sinal" dos números do voto antecipado

A coordenadora do BE, Catarina Martins, viu hoje "um bom sinal" na afluência ao voto antecipado para as europeias, no domingo, mas considerou que o número reduzido de pessoas que esta medida abrange não "permite tirar conclusões".

Catarina Martins destaca "bom sinal" dos números do voto antecipado
Notícias ao Minuto

17:21 - 20/05/19 por Lusa

Política Europeias

Uma vez que a cabeça de lista do BE às europeias, Marisa Matias, viajou hoje para Lisboa depois da ação de campanha da manhã, na Feira de Espinho, para participar no debate que hoje à noite decorre na RTP, foi Catarina Martins que "liderou", à tarde, uma ação de campanha na extensão de saúde de Mamodeiros, também no distrito de Aveiro.

"Vermos mais pessoas, porque tiveram a oportunidade de utilizar o voto antecipado porque estão deslocadas ou porque precisaram, é bom. Agora como sabem é um número reduzido de pessoas, portanto não nos permite tirar conclusões, respondeu, quando questionada pelos jornalistas sobre as quase 15 mil pessoas que no domingo votaram antecipadamente, uma das novidades destas eleições europeias.

Para Catarina Martins, "todos os sinais da vontade das pessoas de participarem, de se fazerem ouvir, de usar o seu poder que é o seu voto para dizerem como é que querem que seja a sua vida", são sinais positivos.

"Como sabe o voto antecipado, ainda assim, chega a relativamente poucas pessoas e portanto não podemos extrapolar para o que vai ser a abstenção das eleições em geral, mas é um bom sinal", insistiu.

Lembrando que "há algumas alterações que estão a ser feitas nestas eleições", a líder bloquista antecipa que vai ser necessário "refletir sobre todas elas".

"Quando é o primeiro ano há matérias que depois exigem alguma reflexão, mas acho que até agora, o que é importante reter, é que na verdade as pessoas têm essa vontade de votar, têm essa vontade de participar. E numas eleições em que há tanta abstenção, ver essa vontade das pessoas de participarem, de usarem o seu poder que é o seu voto, eu pessoalmente acho muito bonito", enalteceu.

Quase 15 mil pessoas votaram antecipadamente, no domingo, nas eleições europeias, uma novidade neste ato eleitoral e que registou uma afluência de 76%, segundo dados enviados hoje à agência Lusa pelo Ministério da Administração Interna (MAI).

Alguns segmentos da população já podiam votar antecipadamente, mas uma das novidades introduzidas neste ato eleitoral é o alargamento dessa possibilidade a todos os portugueses recenseados em território nacional, os quais não precisam de justificar o motivo.

Lisboa foi o distrito onde mais pessoas votaram antecipadamente (5.871) - apesar de apenas 68% dos 8.595 inscritos terem comparecido para votar -, seguido pelo Porto (2.293) e Coimbra (943).

As pessoas que votaram antecipadamente em mobilidade representam 0,16% dos portugueses recenseados em território nacional, de um total de 9.329.331 eleitores.

Os restantes 4,675 eleitores que pediram para votar antecipadamente, mas que não exerceram no domingo o direito de voto, ainda o poderão fazer no próprio dia das eleições europeias, 26 de maio, na assembleia ou secção de voto onde se encontram recenseados, segundo a informação disponível no ?site' da Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Os eleitores com capacidade eleitoral ativa são 10.761.156 - em Portugal e no estrangeiro -, quando nas anteriores eleições para o Parlamento Europeu, em maio de 2014, eram 9.696.481.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório