Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2019
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

"A motivação para a campanha é mesmo as pessoas que vamos encontrando"

A cabeça de lista do BE às europeias, Marisa Matias, garantiu hoje que a motivação para a campanha é o contacto com as pessoas e não as sondagens, aspirando "aumentar a representação" do partido no Parlamento Europeu.

"A motivação para a campanha é mesmo as pessoas que vamos encontrando"

Depois do comício da campanha eleitoral que sexta-feira à noite decorreu em Aveiro, os jornalistas perguntaram a Marisa Matias se o facto de a sondagem Expresso/Sic colocar o BE como a terceira força política mais votada é a motivação que precisa até às eleições de 26 de maio.

"A motivação para a campanha é mesmo as pessoas que nós vamos encontrando na rua, a forma como nos acolhem, como falam connosco dos seus problemas, quer na pré-campanha quer agora, temos tido pessoas interessadas em discutir connosco, em tentar perceber melhor a ligação entre as políticas europeias e as políticas nacionais", respondeu.

Deixando claro que não quer desvalorizar as sondagens, a eurodeputada recandidata afirmou que os bloquistas têm "condições para trabalhar numa base que permite aspirar a aumentar a representação" do partido no Parlamento Europeu.

"Respeito o trabalho de quem faz sondagens, mas creio que o que conta mesmo é o voto e o voto é das pessoas, não é nosso", disse, mais do que uma vez.

Uma sondagem Expresso/Sic hoje divulgada coloca os socialistas à frente dos sociais-democratas nas eleições europeias de 26 de maio.

De acordo com os dados da sondagem, oito pontos separam PS de PSD. Assim, a sondagem realizada pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS) e pelo ISCTE para o Expresso e para a SIC dá 36% para o PS e 28% para o PSD.

O BE, a CDU e o CDS-PP estarão quase empatados. Os bloquistas com 9%, comunistas e centristas com 8%.

Em termos de distribuição destes resultados por lugares no Parlamento Europeu, a sondagem mostra que o PS poderia chegar aos oito ou nove lugares (disputando mais um do que tem hoje); o PSD entre seis e sete (também disputando mais um do que conseguiu em 2014), o BE conseguiria dois lugares (mais um também), enquanto o CDS-PP estaria entre o lugar que hoje tem e os dois (que representariam um regresso ao mandato anterior). A CDU pode ficar com um ou dois eurodeputados apenas, face aos três que tem neste momento.

A sondagem foi realizada entre os dias 22 de abril e 3 de maio e os dias 7 e 12 de maio. No total foram contactadas 5.216 pessoas, tendo respondido 1.605.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório