Meteorologia

  • 26 JUNHO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

Pensionistas com candidato mais velho, trabalhistas com mais jovem

A campanha para as eleições europeias arranca oficialmente na segunda-feira e são 17 as candidaturas que tentam chegar ao Parlamento Europeu, desde o PURP, com o candidato mais velho, ao PTP, com o mais novo.

Pensionistas com candidato mais velho, trabalhistas com mais jovem

Gonçalo Madaleno tem 24 anos e é estudante de Direito em Lisboa. Candidata-se ao Parlamento Europeu pelo Partido Trabalhista Português (PTP) para tentar contrariar a fraca representação de jovens com menos de 30 anos.

O primeiro candidato do PTP é filho do presidente do partido, Amândio Madaleno, também ele advogado de profissão.

É preciso andar uma década na escala de idades para encontrar o segundo candidato mais novo. Com 34 anos, Francisco Guerreiro, cabeça de lista pelo PAN, é assessor político.

Esta não é, porém, a primeira vez que Francisco Guerreiro participa numas eleições. Natural de Santiago do Cacém, no distrito de Setúbal, já tentou a presidência da Câmara Municipal de Coimbra, nas eleições autárquicas de 2013, tendo depois sido candidato a Cascais no sufrágio de 2017.

Do outro lado do espetro, Fernando Loureiro, 71 anos, é o candidato mais velho que se apresenta às eleições de 26 de maio.

O cabeça de lista do Partido Unido dos Reformados e Pensionistas (PURP) trabalhou no setor bancário e participou na Guerra do Ultramar, mas atualmente está aposentado.

Tanto para o candidato mais velho, como para o mais novo, esta é a primeira experiência como cabeças de lista numas eleições europeias.

A média de idades dos candidatos situa-se perto dos 49 anos e a maioria está ligado ao Direito em termos profissionais.

Entre os candidatos que já são eurodeputados, o mais novo é o cabeça de lista do PCP, João Ferreira.

Com 40 anos, o comunista é biólogo de formação e vereador da Câmara Municipal de Lisboa, sendo também membro do Comité Central do partido.

Aos 43 anos, a candidata do BE, Marisa Matias, já concorreu às presidenciais e é atualmente eurodeputada. A socióloga é natural de Alcouce, no distrito de Coimbra.

O candidato do PSD, Paulo Rangel, nasceu há 51 anos em Vila Nova de Gaia.

Deputado ao Parlamento Europeu desde 2009, é advogado e foi secretário de Estado no Governo liderado por Pedro Santana Lopes.

Nuno Melo é mais uma vez a cara das eleições europeias pelo CDS-PP.

Com 53 anos, o candidato é natural de Joane, vila do concelho de Vila Nova de Famalicão, e é advogado e consultor jurídico, tendo sido também autarca na sua terra natal.

O eurodeputado português mais velho é Marinho e Pinto, antigo bastonário da Ordem dos Advogados, com 68 anos.

Natural de Amarante, em 2014 foi eleito pelo MPT, mas, no mesmo ano, saiu para fundar o Partido Democrático Republicano (PDR).

Pedro Marques, o cabeça de lista do PS às europeias, tem 42 anos. Apesar de ter nascido em Lisboa, viveu grande parte da sua juventude no Montijo.

Mestre em Economia Internacional, o candidato integrou o atual Governo, tendo sido até fevereiro ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

O recém-criado Aliança apresenta às eleições europeias o candidato Paulo Sande, até agora assessor jurídico do Presidente da República. Aos 62 anos, estreia-se na política e quer chegar a uma instituição que conhece bem, o Parlamento Europeu.

O candidato do PNR, João Patrocínio, é um pequeno empresário de 47 anos, natural de Almada. Secretário-geral do partido, tem formação na área de recursos humanos e contabilidade e trabalha em Lisboa.

Rui Tavares é o rosto do Livre nesta eleição. Natural de Lisboa, o historiador e escritor de 47 anos já foi eurodeputado entre 2019 e 2014, ano em que tentou a reeleição. Em 2015, Rui Tavares integrou também as listas do partido às eleições legislativas, mas não conseguiu representação na Assembleia da República.

André Ventura é o cabeça de lista da coligação Basta, que junta o Chega, o mais recente partido político português, ao PPM, ao Partido Cidadania e Democracia Cristã (antigo Portugal Pró-Vida) e ainda ao movimento Democracia 21.

O jurista de 36 anos é também professor universitário e escritor e já foi vereador da Câmara Municipal de Loures pelo PSD.

Paulo de Morais, que se candidata pelo Nós, Cidadãos com o apoio do MPT, é professor universitário. Natural do Porto, com 55 anos, foi vice-presidente da Câmara Municipal daquela cidade, quando Rui Rio (PSD) liderava a autarquia. Em 2016, foi também candidato à Presidência da República.

O partido Iniciativa Liberal apresenta o candidato Ricardo Arroja às próximas eleições. Com 40 anos e natural do Porto, é economista e professor universitário.

Vasco Santos, o candidato do Movimento Alternativa Socialista, tem 46 anos e é assistente operacional no hospital de Barcelos há 25 anos.

O PCTP/MRPP apresenta às europeias, como primeiro candidato Luís Júdice, 69 anos, profissional de 'marketing'.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório