Meteorologia

  • 09 JULHO 2020
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

Alfredo Pérez Rubalcaba, uma vida dedicada à política pelos socialistas

O antigo ministro e dirigente socialista espanhol Alfredo Pérez Rubalcaba, que morreu hoje aos 67 anos, dedicou a vida à política e destacou-se na luta contra a organização separatista basca ETA.

Alfredo Pérez Rubalcaba, uma vida dedicada à política pelos socialistas
Notícias ao Minuto

16:16 - 10/05/19 por Lusa

Política Óbito

Nasceu em Solares, Cantabria, a 28 de julho de 1951 e doutorou-se em Ciências Químicas na Universidade Complutense de Madrid, onde era atualmente professor de Química Orgânica.

Rubalcaba entrou para o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) em 1974, após o fim da ditadura franquista, e desde a chegada dos socialistas ao governo em 1982 ocupou diversos cargos no Ministério da Educação.

No governo de Felipe Gonzalez (1982-1996) foi porta-voz e ministro da Educação, a partir de junho de 1992, tendo promovido a Lei da Reforma Universitária e a Lei Orgânica da Regulação do Sistema Educativo.

Foi eleito pela primeira vez deputado por Toledo em 1993 e em 1996 foi eleito por Madrid. Em junho de 2000 passou a integrar o Comité Federal do PSOE, quando José Luis Rodriguez Zapatero foi eleito secretário-geral do partido.

De 2010 a 2011 foi "número dois" do governo de Zapatero (2004-2011), mas destacou-se sobretudo como ministro do Interior durante mais de cinco anos (2006-2011).

Neste posto, bom estratego, impôs-se na luta contra a ETA, com quem foram realizadas conversações secretas desde 2006. Pouco depois da saída de Rubalcaba do ministério, a organização separatista anunciou o abandono da luta armada em outubro de 2011.

Nesse ano, em plena crise económica, foi candidato dos socialistas às eleições legislativas e sofreu uma pesada derrota face ao conservador Mariano Rajoy.

Secretário-geral do PSOE e chefe da oposição de 2012 a 2014, Rubalcaba deixou a liderança do partido após este ter sido derrotado nas eleições europeias de 2014.

Tinha sido internado na quarta-feira em estado "grave", vítima de um acidente vascular cerebral.

O chefe do Governo, Pedro Sanchez, que sucedeu a Rubalcaba na liderança do PSOE em 2014, enalteceu na rede social Twitter um "estadista" e "uma vida dedicada ao serviço da pátria".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório