Meteorologia

  • 18 JUNHO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Santana diz que Marcelo tem "razão" ao pedir "ambição" aos políticos

O presidente do partido Aliança considerou hoje que o Presidente da República tem "razão" ao pedir "ambição por mais crescimento económico" e defendeu que deve ser esse "o grande desígnio nacional" ao invés da "receita tradicional de cortar despesa.

Santana diz que Marcelo tem "razão" ao pedir "ambição" aos políticos
Notícias ao Minuto

16:15 - 25/04/19 por Lusa

Política Aliança

Em declarações aos jornalistas em Beja, durante uma visita à feira Ovibeja, Pedro Santana Lopes defendeu que Marcelo Rebelo de Sousa "deve transmitir ambição ao país" e que os Presidentes da República, "nos discursos que fazem no 25 de Abril e no 05 de Outubro, não devem transmitir nada ao país que ponha em causa a solidariedade institucional".

"Julgo que isso não aconteceu, julgo que o Governo não se pode sentir nada atingido pelo que o Presidente quis dizer. O Governo tem boas performances em matéria de défice, não de dívida, de dívida já é mais discutível, mas a ambição por mais crescimento económico é outro Abril, acho que o Presidente tem razão, porque esse é o grande desígnio nacional que a Aliança fala e que deve ser o primeiro", afirmou.

Segundo Pedro Santana Lopes, "aquilo em que o país mais se deve empenhar é em crescer economicamente e não seguir a receita tradicional de cortar despesa e de puxar pela receita má, que são os impostos com a carga fiscal" que existe "e também atravessa vários governos".

"Esta mobilização do país para a necessidade de crescimento, de mais investimento, de mais exportação, de mais valor acrescentado, fica bem a um Presidente da República", que "tem que dizer quais são os grandes objetivos em que um país se deve empenhar", sublinhou.

"E, portanto, há outro Abril, eu diria, há sempre 'abris' por realizar, enquanto não houver justiça, enquanto houver este desnível imenso entre os salários mais altos e mais baixos, esta economia de baixos salários" em Portugal, acrescentou.

Pedro Santana Lopes considerou ainda que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que "se tem preocupado tanto com a solidariedade com o Governo e com equilíbrio institucional", fez "um discurso positivo" hoje, na sessão solene dos 45 anos do 25 de Abril, no parlamento, em Lisboa, porque "puxa pelas boas energias".

No discurso na sessão, Marcelo Rebelo de Sousa pediu "mais ambição" no Portugal pós-colonial, na democracia, na demografia, na coesão, na era digital, na antecipação do futuro do emprego e do trabalho e na luta por um mundo sustentável.

Segundo o chefe de Estado, trata-se de objetivos que têm que ser conseguidos "com a economia a crescer, com dependência pelo endividamento a diminuir, sensatez financeira a salvaguardar, com acrescida justiça a repartir".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório