Meteorologia

  • 24 JUNHO 2019
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 21º

Edição

PEV quer o fim de sacos de plástico para frutas, legumes e pão

Partido quer que os estabelecimentos comerciais disponibilizem alternativas aos plásticos ultraleves e cuvetes para embalar frutas, legumes e pão.

PEV quer o fim de sacos de plástico para frutas, legumes e pão

Na quinta-feira da próxima semana, dia 11 de abril, o Parlamento vai discutir alternativas aos sacos de plástico ultraleves e cuvetes, na sequência da apresentação de um projeto de lei do PEV. 

O  projeto de lei em causa visa impedir os estabelecimentos comerciais de disponibilizarem sacos de plástico ultraleves para o embalamento primário ou transporte de pão, frutas e legumes, e de vender frutas e legumes acondicionados em cuvetes descartáveis que contenham plástico ou esfevrovite.

Em comunicado, o partido ecologista refere que tem, ao longo dos anos, "apresentado diversas iniciativas legislativas que visam sobretudo a redução da utilização de embalagens, com repercussões sobre a oferta que é feita ao consumidor, e que visam também o aumento dos níveis de reciclagem". 

Por isso, este projeto de lei "é mais um contributo" tendo em vista a redução da utilização do plástico. 

Esta iniciativa legislativa é mais um contributo, uma proposta que o PEV apresenta com vista à redução da utilização do plástico, um "material que invadiu as nossas vidas". 

De acordo com a proposta que vai ser discutida na próxima semana, os agentes distribuidores (supermercados, hipermercados, etc) "devem disponibilizar ao consumidor alternativas de embalagem primária para pão, frutas e legumes vendidos a granel, nos pontos de venda, compostos por outros materiais mais sustentáveis". 

Simultaneamente, "os estabelecimentos comerciais devem adaptar-se aos consumidores que pretendam levar os seus sacos próprios para acondicionar as frutas e legumes vendidos a granel ou o pão que compram", frisa o partido. 

Recorde-se que, na guerra ao plástico, Portugal vai proibir já em 2020 a colocação no mercado materiais de plástico como pratos, talheres, copos, cotonetes e sacos oxo-degradáveis. E o mesmo se sucederá em todos os países da União Europeia, tendo o Parlamento Europeu aprovado, no passado dia 27 de março, a nova lei comunitária que proibirá a venda de produtos de plástico de utilização única em toda a UE a partir de 2021.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório