Meteorologia

  • 22 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

"Recordar: Há quatro anos estávamos num duro combate contra o governo"

Na origem desta declaração de Tiago Barbosa Ribeiro está a entrada em vigor, no dia 1 de abril, dos novos preços dos passes sociais Andante e Navegante.

"Recordar: Há quatro anos estávamos num duro combate contra o governo"

Em política há sempre alternativa”. Quem o diz é Tiago Barbosa Ribeiro, deputado do Partido Socialista,  que não deixou passar em branco a medida que ontem entrou em vigor e que comporta um alívio para o rendimento das famílias: a definição de um tecto máximo para os passes sociais.

A este respeito, Tiago Barbosa Ribeiro começou por “recordar” que “há apenas quatro anos estávamos num duro combate contra o anterior governo que tinha avançado com a privatização dos transportes coletivos da Área Metropolitana do Porto (consórcio TMB/Moventis)”.

Porém, sublinha num texto publicado na sua página de Facebook, “após as eleições” o atual Executivo foi a “tempo de acabar com essa loucura” e “hoje, no Porto e em Lisboa com progressivo alargamento a todo o país, arranca uma medida revolucionária para reforçar os transportes públicos, o Estado Social, os rendimentos das famílias e a mobilidade sustentável”.

O deputado socialista refere-se aos passes sociais Andante (Porto) e Navegante (Lisboa) que passam a ter um custo máximo de 40 euros – no caso de deslocações entre diferentes concelhos – ou de 30 euros (se as viagens forem feitas num único concelho).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório