Meteorologia

  • 26 MARçO 2019
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 21º

Edição

"As pessoas deviam escandalizar-se com o que foi enviado para Pedrógão"

O membro do Comité Central comunista reagiu, na sexta-feira, à polémica em torno dos bens doados às vítimas dos incêndios de junho de 2017 que foram encontrados guardados num armazém da autarquia de Pedrógão.

"As pessoas deviam escandalizar-se com o que foi enviado para Pedrógão"
Notícias ao Minuto

10:35 - 23/02/19 por Patrícia Martins Carvalho 

Política Miguel Tiago

Uma reportagem da TVI revelou que existem vários bens que foram doados às vítimas do incêndio de junho de 2017 que se encontram armazenados pela Câmara Municipal de Pedrógão Grande. O autarca, por sua vez, recusou qualquer acusação e garantiu que os bens se encontram guardados a pedido das instituições que estão a reconstruir as casas afetadas pelas chamas.

Na senda da polémica, o comunista Miguel Tiago abordou o tema na sua página de Facebook, criticando a natureza dos bens doados.

“As pessoas que estão escandalizadas com uma eventual retenção de bens doados a Pedrógão, deviam era escandalizar-se com o que foi para lá enviado”, começou por escrever o ex-deputado do PCP.

Miguel Tiago disse ainda ter ficado “triste com um ato supostamente nobre, como o da doação de bens” porque “infelizmente” o que viu em “Pedrógão não foi bens numa grande parte dos casos”.

“Era doação de lixo”, garantiu, referindo-se aos “bens de vestuário”

“Só posso dizer que entrei triste em Castanheira por ter atravessado a área ardida. Saí mais triste por ter visto o que as pessoas para lá enviaram”, finalizou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório