Meteorologia

  • 24 MARçO 2019
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 23º

Edição

"Partidos não são todos iguais" no Parlamento Europeu

O eurodeputado comunista João Ferreira vincou hoje que "os partidos não são todos iguais" no Parlamento Europeu, criticando sobretudo a postura do primeiro-ministro, António Costa, na abertura de jornadas parlamentares do PCP, em Braga.

"Partidos não são todos iguais" no Parlamento Europeu
Notícias ao Minuto

14:10 - 18/02/19 por Lusa

Política João Ferreira

O cabeça de lista nas eleições europeias de 26 de maio da CDU (coligação PCP e "Os Verdes"), João Ferreira, sublinhou que, em Bruxelas ou Estrasburgo, "como em Portugal, PS, PSD e CDS convergem na base de opções políticas de fundo que conduziram Portugal aos atrasos e bloqueios que hoje evidencia".

"António Costa tem insistido que o PS é o partido que mais defende a União Europeia (UE) em Portugal. Acontece que aquilo de que os trabalhadores, o povo e o país precisam é de quem os defenda a eles perante as imposições e as arbitrariedades de quem manda na UE. E não de quem se submeta a essas imposições e arbitrariedades. O resultado disso já vimos qual é. Agora, é preciso avançar, na libertação do país, aproveitamento das suas potencialidades e melhoria das condições de vida de trabalhadores e povo", disse.

Para João Ferreira, "a situação nacional não confirma, pelo contrário, desmente a tese defendida pelo Governo minoritário do PS de que é possível responder aos problemas estruturais do país submetendo-o, simultaneamente, ao quadro de imposições e constrangimentos que emanam da UE, particularmente aqueles associados ao euro".

"O primeiro-ministro, que se gaba de seguir à risca as determinações da UE e de com isso ter conseguido a promoção do seu ministro das Finanças a presidente do Eurogrupo, é o mesmo que diz que ou se aumentam salários dos funcionários públicos - na sua maioria, estagnados há uma década - ou se fazem intervenções em infraestruturas que delas carecem há pelo menos outro tanto tempo. Para, no fim, não fazer uma coisa nem outra", condenou.

O eurodeputado comunista classificou o Plano Nacional de Investimentos 2030 como "um retrato de um indigente nível de resposta às necessidades do país".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório