Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2020
Tempo
19º
MIN 10º MÁX 21º

Edição

Abreu Amorim lembra Sócrates para falar de “atrevimento” de Santos Silva

Augusto Santos Silva considera que os adversários políticos facilitam a vida ao PS nestas eleições europeias porque são "caras do passado".

Abreu Amorim lembra Sócrates para falar de “atrevimento” de Santos Silva

Como podem falar de futuro com as caras do passado?” Foi assim que Augusto Santos Silva abordou a opção de não incluir Francisco Assis na lista do PS às eleições europeias, encabeçadas pelo, até agora, ministro Pedro Marques, e a de seguir um rumo diferente dos rivais.

O ministro dos Negócios Estrangeiros falava na convenção dos socialistas que decorreu este fim de semana em Gaia, tendo afirmado que os adversários “facilitam muito” a vida ao PS e lembrado as “caras” que à Direita e à Esquerda disputam as eleições de maio.

Uns, por um lado, “duvidam e contestam o projeto europeu”. Outros, por outro lado, foram “sempre além da troika, sempre além da troika”. São “todos caras do passado”, disse.

Ora, para o social-democrata Carlos Abreu Amorim estas declarações de Augusto Santos Silva correspondem a um “atrevimento”.

Este senhor está a tentar ter graça, não está? Isto não pode ser a sério, pois não? Está a rir-se de si mesmo, não é?”, questiona, ridicularizando as afirmações do ministro socialista.

E remata afirmando que "ninguém pode ter um atrevimento tão dilatado". "Nem mesmo um ex-ministro e ideólogo de Sócrates”. 

Recorde-se que Paulo Rangel volta a ser cabeça de lista pelo PSD às europeias, assim como Nuno Melo, pelo CDS, Marisa Matias, pelo Bloco de Esquerda, e João Ferreira, pela CDU.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório