Meteorologia

  • 25 MAIO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 17º

Edição

Rio convidou, Rangel aceitou. PSD já tem cabeça de lista às Europeias

O eurodeputado Paulo Rangel vai ser pela terceira vez consecutiva o cabeça de lista do PSD às Europeias.

Rio convidou, Rangel aceitou. PSD já tem cabeça de lista às Europeias
Notícias ao Minuto

18:08 - 07/02/19 por Filipa Matias Pereira 

Política Oficial

Não há duas sem três. Paulo Rangel volta a liderar PSD nas eleições Europeias. O anúncio foi feito esta quinta-feira na sede do partido, em Lisboa.

"Ter experiência política, conhecimento dos dossiers europeus e ter peso político na própria União Europeia, no sentido de melhor defender os interesses de Portugal". Foi com base neste perfil que Rui Rio propôs à Comissão Política Nacional o nome de Paulo Rangel para ser cabeça de lista do PSD às Europeias, "e foi aceite por unanimidade". 

O líder social-democrata considera que o eurodeputado tem "inegavelmente gosto pelos assuntos europeus" e "isso é o que o move". Rangel tem ainda, na ótica do ex-autarca do Porto, uma "elevada bagagem cultural", uma "inegável capacidade intelectual e carreira profissional, seja como jurista, seja como académico". 

Tendo Rangel já exercido dois mandatos enquanto eurodeputado, poderia ser compreensível "que mudássemos, ou que, face àquilo que precisamos e face às características dele, acho que [Rangel] não é dispensável deste cargo", frisou Rio, acrescentando que faz todo o sentido "mais um mandato". 

Foi deputado, líder parlamentar, membro do governo, candidato a líder do PSD. A esta experiência nacional deve associar-se, considera o líder do PSD, o percurso internacional trilhado por Rangel na política internacional ao longo destes 10 anos. 

Já quanto aos dossiers europeus, Rangel tem, na opinião de Rio, "conhecimento como pouca gente em Portugal". Dossiers estes fundamentais para o percurso da Europa, "como seja a crise migratória, a segurança, em que a União Europeia tem de estar empenhada face àquilo que é a política dos Estados Unidos quanto à Nato, a reforma da União Económica e Monetária, a degradação dos sistemas político partidários tradicionais, e o próprio Brexit". 

Para além disso, considerou, Rangel é "um deputado europeu de referência" e é vice-presidente do Partido Popular Europeu, que é o maior grupo parlamentar no Parlamento Europeu. 

Os restantes membros da lista do PSD às Europeias serão conhecidos até ao final do mês de fevereiro. Estão, por isso, "criadas as condições para que o PSD tenha bons resultados nas eleições para o Parlamento Europeu", asseverou Rio, confiante na vitória.

Após o anúncio por parte do líder do partido, Paulo Rangel apresentou as suas ideias e o que o move neste desafio.

[Notícia atualizada às 18h40]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório