Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 18º

Edição

PAN denuncia venda de animais selvagens embalados no PET Festival

Partido fala numa situação "inaceitável". Organização do evento nega que as condições em que os animais estão violem a lei.

PAN denuncia venda de animais selvagens embalados no PET Festival
Notícias ao Minuto

17:19 - 02/02/19 por Melissa Lopes com Lusa 

Política Bem-estar animal

O PAN – Pessoas, Animais e Natureza denuncia e condena venda de animais selvagens no Pet Festival, que decorre na Feira Internacional de Lisboa (FIL) desde ontem até domingo, dia 3.

Segundo o partido, “tem sido amplamente denunciado nas redes sociais a falta de condições em que se encontram os animais exóticos exibidos e comercializados neste evento.

Através das fotografias divulgadas é possível ver animais vivos, como répteis exóticos que permanecem todo o evento dentro de cuvetes, com vista à sua comercialização, refere o PAN este sábado, através de um comunicado enviado às redações.

Acrescenta o partido que as condições em que os animais se encontram neste evento têm sido “reiteradamente” denunciadas por várias associações de proteção animal. Das denúncias feitas consta que é frequente a a exibição de aves exóticas, inclusive noturnas, “demasiado expostas ao contato com o público” e a venda de pequenos animais como roedores, anfíbios e répteis em pequenas caixas ou cuvetes.

Tais condições, lembra o PAN, “violam as disposições de bem-estar animal legalmente previstas, designadamente as normas gerais aplicáveis à detenção, alojamento e venda presentes no Decreto-Lei n.º 276/2001, de 17 de outubro, na sua redação atual”.

O PAN recorda que, de acordo com este diploma, os “locais de venda devem manter os animais em adequadas condições de bem-estar, permitindo a liberdade de movimentos para que pelo menos se possam virar, deitar e levantar, o que de todo não se tem vindo a verificar neste evento”.

Neste sentido, o partido diz já ter questionado a Direção Geral de Alimentação e Veterinária, bem como a Câmara Municipal de Lisboa, relativamente às condições da licença emitida para a realização deste evento.

Face às denúncias, o PAN solicitou também uma ação de fiscalização, em conjunto com o ICNF (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas), com carácter de urgência, uma vez que o evento termina este domingo, dia 3, apelando a que os animais sejam retirados do local, caso se confirme que não estão a ser comercializados em condições que respeitem o seu bem-estar.

"É inaceitável que não assegurem condições mínimas de bem-estar destes animais"

Para André Silva, deputado do PAN, “é inaceitável que os promotores do evento não assegurem as condições mínimas de bem-estar destes animais, ignorando que se tratam de espécies selvagens ou exóticas, com necessidades muito específicas em termos de bem-estar e as autoridades públicas não pugnem por um maior rigor no controlo e fiscalização destes eventos.”

Acrescenta ainda “que os animais selvagens, entre outras razões, pelas suas características etológicas, não devem ser detidos enquanto animais de companhia e que a venda destes animais em cuvetes é uma total desconsideração pelo seu bem-estar e pela dignidade da vida animal". 

"A perspetiva do lucro não pode estar acima do respeito que devemos às demais formas de vida.”, finaliza o deputado.

Confrontado com estas acusações do PAN, Miguel Anjos, gestor da organização do PET Festival, salientou à Lusa que, antes da realização do evento, todas as espécies presentes foram registadas e comunicadas à DGAV e à CML, entre outras entidades, e que o festival tem "todas as autorizações em dia" para funcionar.

O responsável refutou qualquer infração e assegurou que a organização é a primeira a defender que se fiscalizem todas as situações se tal for necessário.

No espaço da FIL estão expostos animais como cães, gatos, répteis, insetos e os chamados animais de quinta: cavalos, póneis, cabras e burros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório