Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Parlamento saúda Regina Mateus, primeira mulher promovida a general

O parlamento saudou hoje Regina Mateus, a primeira mulher promovida a general, "pelo simbolismo", pela "importância das Forças Armadas" e "para a igualdade de direitos".

Parlamento saúda Regina Mateus, primeira mulher promovida a general
Notícias ao Minuto

13:38 - 04/01/19 por Lusa

Política AR

O voto de congratulação foi apresentado pelo CDS-PP e aprovado por unanimidade.

"Pelo simbolismo desta promoção, quer para a importância das Forças Armadas, quer para a igualdade de direitos", a Assembleia da República congratulou-se pela "promoção de Regina Mateus a brigadeiro general, sendo a primeira mulher na história das Forças Armadas a atingir a patente de oficial general".

Em 21 de dezembro, a diretora do Hospital das Forças Armadas (HFAR), Regina Mateus, foi promovida a brigadeiro-general, tornando-se na primeira mulher a ocupar este posto na história das Forças Armadas portuguesas.

Citado num comunicado divulgado pelo Ministério da Defesa, o ministro João Gomes Cravinho considerou que a promoção de Regina Mateus a general é um momento "de grande simbolismo" e representa "um telhado de vidro que se quebra".

"Espero que este momento seja um exemplo para todas as mulheres nas fileiras, e uma fonte de inspiração para aquelas que pensam na possibilidade de uma carreira militar", refere o ministro da Defesa, no comunicado.

Regina Maria de Jesus Mateus assumiu a direção do HFAR a 23 de julho passado mantendo o posto que tinha, coronel, mas já com a perspetiva de promoção, sendo a primeira mulher a assumir um cargo de oficial-general nas Forças Armadas.

Nascida em 1966, em Maputo, Regina Mateus frequentou o curso de Medicina na Universidade de Coimbra, concluído em 1991. Ingressou no quadro permanente da Força Aérea e 1993, sendo a mais antiga coronel das Forças Armadas.

Foi colocada no antigo hospital da Força Aérea, atual HFAR, e tirou depois o curso de medicina aeronáutica. Fez o internato complementar em Cirurgia Geral e obteve o grau de assistente hospitalar em 2002.

Em 2003 chefiou a equipa de saúde militar presente no exercício de avaliação tática da NATO, em Ovar, e participou em várias missões da Aliança Atlântica como "Avaliadora de Proteção da Força" em Portugal, Grécia, Turquia e Espanha.

Foi chefe do centro de Saúde da Base Aérea de Monte Real e do Centro de Medicina Aeronáutica da Força Aérea.

Desde o final da década de 80 que as mulheres passaram a poder integrar o serviço militar voluntário incluindo o quadro permanente dos ramos militares, sendo a Força Aérea o primeiro ramo a adotar a medida.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório