Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2018
Tempo
MIN 6º MÁX 7º

Edição

Bloco prefere legislativas em outubro para evitar campanha nas férias

O Bloco de Esquerda defendeu hoje que as eleições legislativas se realizem em outubro, e não em setembro, para que a campanha eleitoral não caia em período de férias de muitos portugueses, mas sem indicar uma data concreta.

Bloco prefere legislativas em outubro para evitar campanha nas férias
Notícias ao Minuto

16:37 - 06/12/18 por Lusa

Política Catarina Martins

No final de uma audiência de cerca de uma hora com o Presidente da República, a coordenadora do BE, Catarina Martins, disse que o chefe do Estado quis ouvir os partidos sobre as datas das várias eleições do próximo ano e sobre temas que os preocupam até ao final da legislatura.

"As eleições europeias já têm data mais ou menos natural. Já ouviu partidos na Madeira, o BE não tem nada a opor sobre a reflexão que o Presidente da República estará a fazer", afirmou.

Perante a insistência dos jornalistas, a líder bloquista afirmou que "o BE considera que são melhores eleições em outubro do que em setembro para que a campanha eleitoral não decorra num período em que a maioria das pessoas estão de férias".

"Não vemos nenhum problema nas possibilidades de outubro", afirmou, numa aparente referência às datas que já foram referidas, na quarta-feira, por outros partidos, 06 e 13 de outubro.

Em relação ao período que falta até ao final da legislatura, o BE reafirmou que as suas prioridades passarão pela legislação laboral, investimento nos serviços públicos, plano para a ferrovia e a lei de bases do Serviço Nacional de Saúde, matéria na qual o partido tem um projeto-lei.

Questionada se os recentes 'casos' parlamentares, relacionados sobretudo com utilização indevida de palavras-passe e registos falsos de presenças, justificam mais medidas de transparência, Catarina Martins respondeu afirmativamente e lembrou que o BE tem uma proposta nesse sentido.

"O BE apresentou no início da legislatura a proposta para a criação de uma entidade para a transparência com capacidade de fiscalizar e impor cumprimento de regras aos titulares de cargos públicos", recordou.

Para a líder do BE, "é altura de aprovar esta entidade", considerando ser necessária "uma entidade externa ao parlamento com capacidade de fiscalização" dos titulares de cargos políticos.

Acompanharam Catarina Martins no Palácio de Belém os dirigentes do BE Mariana Mortágua e José Manuel Pureza.

O chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, está a receber os sete partidos com assento parlamentar no Palácio de Belém desde quarta-feira, "no quadro dos contactos regulares com os partidos políticos com representação parlamentar".

Marcelo Rebelo de Sousa fixou reuniões por ordem crescente de representação na Assembleia da República, tendo recebido PAN, PEV e PCP entre as 14:00 e as 16:00 de quarta-feira, e BE, CDS-PP, PS e PSD entre as 14:00 e as 17:00 de hoje.

O PAN apontou como data preferida para a realização das legislativas 06 de outubro, enquanto os Verdes consideraram possíveis as datas de 06 e 13. Já o PCP escusou-se a adiantar uma data preferida para a realização das legislativas, defendendo que, no período entre 22 de setembro e 13 de outubro, se devem realizar quer estas eleições, quer as regionais da Madeira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório