Meteorologia

  • 11 DEZEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 15º

Edição

O que se obteve é "francamente bom", agora está do "lado dos britânicos"

O Presidente da República considerou hoje que o esboço de acordo de saída do Reino Unido da União Europeia que se obteve, do lado europeu, "é francamente bom", mas que "agora está do outro lado a resposta".

O que se obteve é "francamente bom", agora está do "lado dos britânicos"
Notícias ao Minuto

06:13 - 16/11/18 por Lusa

Política Marcelo

"O que se obteve, do lado da União Europeia, é francamente bom, francamente bom. Mas, naturalmente, os britânicos têm uma palavra a dizer", declarou Marcelo Rebelo de Sousa, em resposta aos jornalistas, em Antígua, na Guatemala, onde chegou hoje para participar na 26.ª Cimeira Ibero-Americana.

O chefe de Estado chamou a atenção "em particular para a forma como foi salvaguardada a situação dos portugueses" que vivem no Reino Unido: "Foi uma salvaguarda que, aliás, corresponde também à equivalente salvaguarda dos britânicos vivendo em Portugal, que está à altura da nossa tradicional aliança".

Tendo ao seu lado o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, o Presidente da República defendeu que "a União Europeia foi exemplar" nestas negociações, "foi até onde podia ir", e que "Portugal teve um papel muito importante" neste processo.

Marcelo Rebelo de Sousa acrescentou que a União Europeia "tem a sua posição estabilizada, do seu lado, o que havia a fazer, está feito" e "respeita, naturalmente, aquilo que é a manifestação da vontade também soberana dos órgãos do poder político britânico".

"Vamos ver se podemos dar os passos seguintes. Mas agora está do outro lado a resposta a essa pergunta", concluiu.

Questionado se veria com bons olhos um segundo referendo no Reino Unido, o chefe de Estado respondeu: "É uma questão interna do Reino Unido. O que nós vimos com bons olhos foi haver acordo. Porque, depois, o resto, há decisões que só o Reino Unido pode tomar".

"Naquilo que depende da União Europeia, a União Europeia fez tudo o que era necessário fazer, dossiê por dossiê", reiterou.

Marcelo Rebelo de Sousa começou por dizer que "o Presidente tem exatamente a mesma posição do Governo" sobre este processo, que é a de considerar "que a União Europeia foi exemplar", porque "mantendo o essencial - as quatro liberdades e o mercado único -, foi até onde podia ir para permitir o diálogo com o Reino Unido".

Segundo o Presidente da República, "Portugal teve um papel muito importante nessa exemplaridade".

"Portugal, como se esperaria, sendo aliado há tantos séculos do Reino Unido, e como se esperaria pelo papel hoje muito importante que tem no seio da União Europeia em diálogo com os seus parceiros, esteve sempre na primeira linha da abertura de caminhos para um entendimento", afirmou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório