Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

PPE: Cristas votou em Stubb, delegados tiveram liberdade de voto

Assunção Cristas revelou que votou hoje em Alexander Stubb, o candidato derrotado por Manfred Weber no congresso do Partido Popular Europeu (PPE), e que deu liberdade de voto aos delegados do CDS-PP em Helsínquia.

PPE: Cristas votou em Stubb, delegados tiveram liberdade de voto
Notícias ao Minuto

14:02 - 08/11/18 por Lusa

Política Europa

"Posso dizer que votei no Alex Stubb, por uma razão muito simples: entendo que para um país da dimensão de Portugal é bom que tenhamos nas instituições máximas também pessoas que venham de países de uma dimensão mais pequena ou média, e que ajudem a compreender o que é, muitas vezes, estar na periferia da Europa e com problemas específicos em relação a questões que, muitas vezes, são centrais, mas que nos estão mais longínquas", explicou a líder centrista.

Assunção Cristas esclareceu que deu liberdade de voto aos restantes quatro delegados do CDS-PP -- o eurodeputado Nuno Melo e os dirigentes nacionais Luís Queiró, Francisco Laplaine Guimarães e Diogo Belford --, uma vez que a preferência do partido recairia em candidatos que não apareceram, nomeadamente o negociador principal europeu para o 'Brexit', Michel Barnier.

"Disse-vos que qualquer um dos candidatos seria bom, qualquer um dos candidatos daria um bom presidente da Comissão Europeia. Entendemos que esta é uma primeira fase e aquilo que conversámos entre todos era que o melhor era que, com liberdade de voto, cada um poder fazer a sua escolha e foi isso que aconteceu", completou.

A líder do CDS-PP destacou ainda a "vivacidade" que sobressaiu no congresso da maior família europeia, que terminou hoje em Helsínquia.

"O que resulta em primeiro lugar deste congresso é um partido preparado para enfrentar as próximas eleições europeias através de todos os partidos nacionais que fazem parte do PPE. Nessa dimensão, nós CDS-PP, estamos empenhados em contribuir mais com um melhor resultado para que o PPE seja a maior força política europeia no PE", elucidou.

O alemão Manfred Weber será o candidato do Partido Popular Europeu (PPE) ao cargo de presidente da Comissão Europeia, ao ter sido hoje eleito, em Helsínquia, no congresso desta família política, que inclui PSD e CDS-PP.

Weber, atual líder do grupo do PPE no Parlamento Europeu, recolheu 492 votos dos delegados, contra 127 de Alexander Stubb, antigo primeiro-ministro finlandês, pelo que será o 'spitzenkandidat' daquela que é atualmente a maior família política europeia à sucessão de Jean-Claude Juncker.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório