Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Remodelação no Governo faz parte do "respirar natural da democracia"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje que a remodelação do Governo faz parte do "respirar natural da democracia".

Remodelação no Governo faz parte do "respirar natural da democracia"
Notícias ao Minuto

16:43 - 15/10/18 por Lusa

Política Presidente Marcelo

"As instituições continuam, as pessoas passam. Faz parte da lógica das coisas a renovação que uma remodelação implica", disse aos jornalistas em Oliveira de Frades, durante uma visita às instalações da empresa TOSCCA, que há um ano foi atingida pelos incêndios.

Na opinião de Marcelo Rebelo de Sousa, "a democracia é o regime das surpresas". Por isso, o chefe de Estado disse estranhar títulos como um que leu que dizia que "foi uma remodelação secreta".

"Não sei o que seja uma remodelação não secreta. Imagine o que será, de repente, alguém querer fazer uma remodelação e anunciar: eu vou fazer uma remodelação daqui a 'x' dias", afirmou, considerando que haveria "uma forte probabilidade de não fazer remodelação nenhuma".

Marcelo Rebelo de Sousa deu hoje posse aos novos ministros da Defesa, da Economia, da Saúde e da Cultura, numa cerimónia na Sala dos Embaixadores do Palácio de Belém, em Lisboa.

Questionado se ficou surpreendido com a decisão de remodelação do Governo, o Presidente da República disse que "a riqueza da democracia, ao contrário das ditaduras, é haver surpresa" e que as instituições se renovam naturalmente. "É um sinal de democracia e de juventude da nossa democracia", frisou.

Marcelo Rebelo de Sousa escusou-se a comentar os novos rostos do Governo, mostrando-se convicto de que, se quem parte "vê reconhecido o seu contributo para a obra comum", quem chega carrega consigo "uma nova dinâmica, com uma nova criatividade para tentar dar o seu contributo".

Na sua opinião, "quem está a exercer funções permanentemente quer prestar a sua criatividade às funções", mas, em democracia, "ninguém é eterno", nem presidentes, nem chefes de Governo, nem ministros, nem deputados, o que "é bom".

"As remodelações têm esse encanto: fazem-se por natureza de modo discreto, são tanto mais eficazes quanto mais surpreendentes forem e depois cabe aos analistas comentarem as remodelações", referiu.

Questionado se ter João Gomes Cravinho (em substituição de José Azeredo Lopes) na pasta da Defesa Nacional o tranquiliza, Marcelo Rebelo de Sousa disse ser "uma pessoa por natureza tranquila e então, em democracia, duplamente tranquila".

"Cada vez que eu vejo que a democracia é capaz de mostrar a sua vitalidade, eu fico feliz. Fico feliz quando as instituições se vão enriquecendo do contributo daqueles que em cada momento as servem", sublinhou.

No entender do Presidente da República, "a vitalidade da democracia reside na capacidade de enfrentar com imaginação desafios novos", seja nas freguesias, nos municípios ou nas instituições que são os órgãos de soberania.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório