Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2018
Tempo
25º
MIN 24º MÁX 25º

Edição

Posição do PCP face à Hungria: "Arrepia a minha consciência de Esquerda"

Uma nota do Partido Comunista Português a sair em defesa do governo húngaro levou Porfírio Silva a tecer algumas críticas ao partido fundado por Álvaro Cunhal.

Posição do PCP face à Hungria: "Arrepia a minha consciência de Esquerda"
Notícias ao Minuto

14:05 - 14/09/18 por Patrícia Martins Carvalho 

Política Porfírio Silva

O Parlamento Europeu recomendou, na quarta-feira, ao Conselho Europeu que instaurasse um procedimento disciplinar à Hungria por violação grave dos valores europeus por parte do seu governo liderado por Viktor Orbán. Em causa estão as posições húngaras face a temas como as migrações e o Estado de Direito.

Em reação, o PCP emitiu uma nota na qual dizia “denunciar e condenar firmemente os ataques à democracia, aos direitos sociais, às liberdades e garantias fundamentais dos cidadãos na Hungria”.

Face ao exposto, o socialista Porfírio Silva decidiu comentar o caso, utilizando para isso o seu perfil na rede social Facebook.

O deputado do PS questiona “onde andará o internacionalismo do PCP”, acusando o partido comunista de querer “fechar os olhos”.

“O PCP quer fechar os olhos, quer virar a cara para o lado para não ver a ameaça fascista?”, pergunta, sublinhando que o “antieuropeísmo do PCP produz monstros”.

Em jeito de conclusão, Porfírio Silva confessa que a posição dos comunistas, ao votar contra a proposta do Parlamento Europeu, é algo que o “arrepia”.

“Arrepia a minha consciência de Esquerda”, finaliza.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório