Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2018
Tempo
MIN 6º MÁX 7º

Edição

Bloco negoceia taxa contra especulação imobiliária com o Governo

Coordenadora bloquista revelou que a taxa está a ser negociada com o Executivo de António Costas desde maio e mostrou-se confiante de que a medida “vai para a frente”.

Bloco negoceia taxa contra especulação imobiliária com o Governo
Notícias ao Minuto

11:34 - 09/09/18 por Pedro Bastos Reis 

Política Catarina Martins

O Bloco de Esquerda quer criar uma taxa de IRS para penalizar quem compra e vende casas num curto espaço de tempo para conseguir obter lucros elevados, uma medida que os bloquistas consideram fundamental para “travar a bolha especulativa” que o país vive.

Numa declaração aos jornalistas na Feira do Relógio, em Lisboa, onde o partido esteve hoje em ação de campanha, Catarina Martins desvendou a medida, negociada a ser negociado com o Governo desde maio, que pretende que os especuladores imobiliários paguem “uma taxa de IRS particular e penalizadora”.

“O que o Bloco de Esquerda propõe, e que está a negociar desde maio com o Governo, é que à semelhança do que acontece com os movimentos especulativos de bolsa, quando alguém compra e vende num curto período e faz muito dinheiro paga uma taxa de imposto especial, também no imobiliário, para travar a bolha especulativa, quem compra e vende num curto período de tempo com muito lucro pague uma taxa de IRS particular, penalizadora”, revelou a coordenadora bloquista.

Para Catarina Martins, um dos maiores problemas que Portugal enfrenta neste momento é “o preço da habitação”, e, por isso, o partido decidiu avançar com esta taxa contra a especulação imobiliária, uma medida que “trava a bolha especulativa, angaria verbas para o Estado e ajuda a controlar os preços da habitação”.

O Bloco não avançou qual será o valor da taxa, referindo apenas que esta proposta ainda está a ser negociada. No entanto, Catarina Martins mostrou-se confiante de que esta taxa se concretize. “Julgamos que esta é uma medida que vai para a frente”, rematou.

Com o fantasma do caso Ricardo Robles a pairar sobre o Bloco, Catarina Martins não hesitou em condenar a especulação imobiliária, uma das grandes bandeiras do partido, e foi perentória a condenar quem procura obter lucro num curto espaço de tempo através da compra de imóveis. “É preciso penalizar quem compra imobiliário para vender pouco tempo depois com muito lucro”, sentenciou a líder bloquista.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório