Meteorologia

  • 16 NOVEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 15º

Edição

Costa marcou presença... no Twitter e Internet não perdoou

António Costa utilizou a rede social Twitter para garantir que está a acompanhar a situação dos incêndios.

Costa marcou presença... no Twitter e Internet não perdoou
Notícias ao Minuto

08:50 - 08/08/18 por Filipa Matias Pereira 

Política Redes sociais

O país - e o mundo - está de olhos postos em Monchique. O incêndio lavra há seis dias e não dá descanso às corporações de bombeiros de todo o país que rumaram ao Sul para auxiliar no combate às chamas. 

Este incêndio, é sabido, deflagrou no mês de agosto, altura em que, por norma, a classe política, maioritariamente de férias, 'se apaga' um pouco e as presenças mediáticas se desvanecem. 

Se o Presidente da República, apesar de estar de férias, foi mantendo as 'aparições' em breves declarações aos jornalistas durante o périplo que fez pelas zonas que foram afetadas, no ano passado, pelos incêndios, já António Costa estava um pouco afastado das 'luzes da ribalta'. 

Ora, esta segunda-feira, o primeiro-ministro, apesar de estar de férias nesta altura crítica de incêndio, publicou na sua conta oficial de Twitter algumas fotos, onde afirma que está "em contacto permanente com o ministro da Administração Interna, os autarcas e a AGIF (Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros) para atualizações sobre os incêndios, análise da situação e orientações".

A 'aparição' nas redes sociais foi ainda aproveitada pelo chefe de Governo para deixar "uma palavra de apoio a todos os agentes da Proteção Civil nas operações de solidariedade às populações afetadas". 

Notícias ao MinutoAntónio Costa satirizado nas redes sociais © Reprodução Twitter

Em resposta a esta publicação, a Internet não perdoou. Vários foram os internautas que, com recurso às fotos publicadas na página oficial de António Costa, criaram 'memes' que se tornaram virais. Houve ainda que brincasse e associasse as fotografias à situação da mensagem de alerta da Proteção Civil que veiculou um número errado para participação de ocorrências.

Recorde-se que, no ano passado, Costa foi alvo de críticas, já que durante a tragédia de Pedrógão Grande se manteve de férias. A situação foi, inclusive, clarificada pelo gabinete do primeiro-ministro em comunicado, onde se garantia que o líder do Executivo estava "sempre contactável e disponível em caso de necessidade”, apesar de se encontrar "no gozo de uma semana de férias”.

Na ausência de Costa, saliente-se, nos termos do artigo 7º da Lei Orgânica do XXI Governo, este é substituído pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e esta é uma situação que, ainda conforme o referido comunicado, é prevista na organização e planificação "do período de férias do primeiro-ministro, bem como dos restantes membros do Governo, de forma a garantir as necessárias substituições para assegurar o normal funcionamento do Governo”. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório