Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2018
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 20º

Edição

"Não passámos do lado negro para o mais brilhante da lua"

A declaração pertence a António Costa e foi proferida em declarações ao New York Times, que ficou curioso com as melhorias da situação económica em Portugal. "Ainda há muito por fazer" mas "mostrámos que havia alternativa", disse o chefe do Governo.

"Não passámos do lado negro para o mais brilhante da lua"
Notícias ao Minuto

13:02 - 23/07/18 por Melissa Lopes 

Política New York Times

O New York Times dedica esta segunda-feira um artigo à política portuguesa, que incide sobre a forma como Portugal (e a Geringonça) “ousou abandonar a austeridade”, o que levou à melhoria da situação económica, estando agora o país “a ter uma grande retoma”.

O artigo, assinado por Liz Aderman, faz um retrato da economia de Portugal e o caminho percorrido desde o “humilhante resgate” à formação da Geringonça, que o jornal vê como "a ignição para um ciclo virtuoso que meteu a economia num percurso de crescimento".

O artigo sublinha que Portugal assumiu uma posição "ousada" em 2015, quando colocou de lado as medidas de austeridade impostas pelos credores europeus e reverteu os cortes nos salários, pensões e segurança social e oferecendo incentivos às empresas. Uma “ousadia” que permitiu aumentar a confiança das empresas e impulsionar o crescimento económico de 2017 para o nível mais alto numa década, destaca o jornal.

“O que aconteceu em Portugal mostra que demasiada austeridade aprofunda uma recessão e cria um círculo vicioso”, disse o primeiro-ministro António Costa, em entrevista ao jornal. "Criámos uma alternativa à austeridade, focando-nos num maior crescimento e mais e melhores empregos”, acrescentou.

Apesar do sucesso da receita aplicada, António Costa admite que “ainda há muito por fazer”.

“Não passámos do lado negro para o lado mais brilhante da lua, referiu. “Mas quando começamos este processo, muitos disseram que o que o que queríamos alcançar era impossível. Mostrámos-lhe que havia uma alternativa”, vincou ainda.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório