Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2018
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

"A melhor qualidade do ministro Azeredo Lopes é a invisibilidade"

Miguel Sousa Tavares criticou, esta segunda-feira, no seu espaço de comentário semanal na SIC, a demora e discrepâncias da investigação do roubo de material militar em Tancos.

"A melhor qualidade do ministro Azeredo Lopes é a invisibilidade"
Notícias ao Minuto

23:18 - 16/07/18 por Natacha Nunes Costa 

Política Miguel Sousa Tavares

Há um ano o roubo de material militar do maior paiol português colocava o país em alerta e as autoridades em sobressalto. Mais de 12 meses depois, e após o Exército ter garantido que as armas roubadas em Tancos tinham sido recuperadas, adensa-se o mistério perante a informação, avançada, este sábado pelo Expresso, que “ainda há explosivos à solta”.

Tal como o Presidente da República, muitos outros portugueses já reagiram à discrepância de informações dadas pelas autoridades militares e exigem esclarecimentos. Miguel Sousa Tavares juntou-se, esta segunda-feira, a eles e insiste que este caso não pode ser esquecido.

“É um caso para levar até às últimas consequências. Já passou um ano, está tudo à espera que as pessoas se esqueçam. O ministro tenta passar entre os pingos da chuva. A melhor qualidade do ministro Azeredo Lopes é mesmo a invisibilidade e não pode ser. Isto é uma vergonha para o Exército”, começa por dizer o escritor, no seu espaço semanal de comentário na SIC.

“Passado um ano, o Exército ainda não disse o que foi recuperado, o que está por recuperar, qual a perigosidade das armas que ainda não foram entregues, como é que aconteceu o roubo, quem é que roubou, como é que foram devolvidas, porque é que as medidas de segurança não estavam a funcionar, quem é o responsável por esse não funcionamento”, explica Miguel Sousa Tavares.

O jornalista questiona mesmo, retoricamente, o que terá acontecido ao responsável pelas falha das medidas de segurança em Tancos. E logo a seguir acusa: “aparentemente nada e isso é insustentável. Tudo isto é insustentável e o ministro da Defesa vive confortavelmente com isso”.

Em jeito de conclusão, o comentador da SIC refere que "em qualquer país sério do mundo isto não podia acontecer".

Recorde-se que, esta segunda-feira, o PSD exigiu explicações rigorosas do Ministro da Defesa sobre o estado da investigação às armas roubadas em Tancos e quer que Azeredo Lopes faça-o já durante a audição desta terça-feira, no Parlamento, onde vai por causa da Cimeira da NATO.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório