Meteorologia

  • 13 NOVEMBRO 2018
Tempo
MIN 9º MÁX 10º

Edição

“Os incêndios este ano não vão ser nas florestas, vão ser na saúde”

Francisco Louçã comentou, no seu habitual espaço de comentário político na SIC Notícias, o debate do Estado da Nação que esta sexta-feira se realizou na Assembleia da República.

“Os incêndios este ano não vão ser nas florestas, vão ser na saúde”
Notícias ao Minuto

23:59 - 13/07/18 por Natacha Nunes Costa 

Política Francisco Louçã

Esta sexta-feira foi dia de debate do Estado da Nação e um dos temas mais quentes da discussão, que teve lugar na Assembleia da República, foi, como aliás já se esperava, o estado da Saúde em Portugal que tem, ao longo dos últimos meses, gerando muita polémica e muita troca de galhardetes entre Esquerda e Direita, entre Governo e sindicatos.

E como não podia deixar de ser, no seu habitual espaço de comentário político na SIC Notícias, Francisco Louçã comentou o debate e as conclusões que tirou da discussão sobre o Sistema Nacional de Saúde (SNS).

Para o fundador do Bloco de Esquerda, apesar de este debate não ter sido o mais importante deste Governo, o PSD e o CDS colocaram uma “máscara política” e estão a aproveitar-se da “fragilidade” do Governo em relação ao SNS, para que os portugueses esqueçam as medidas “agressivas” impostas no tempo da Troika”.

“A Direita concentra-se na tentativa de limpeza do seu passado e quer retirar a imagem da agressividade do tempo da Troika. E qual é o instrumento para fazer isso? É falar do Serviço Nacional de Saúde e das dificuldades que a população já está a sentir. Ao oferecer à Direita a vulnerabilidade do Serviço Nacional de Saúde como um argumento para tentar reconstruir alguma imagem social, alguma preocupação popular, o Governo está a cometer um erro estratégico”, considera o antigo líder do BE adianto que “o confronto entre o Ministério das Finanças e o Ministério da Saúde, que só se se agravou nos últimos anos”, está a criar uma tensão muito grande.

“O problema não são só as 35 horas, é que foram reduzidos os salários e os pagamentos aos profissionais de saúde em vez de se qualificar melhor o sistema, o que exige um esforço financeiro, e o Ministro das Finanças tem bloqueado esse sistema e tem criado um problema político ao Governo que eu não sei se o primeiro-ministro está a perceber. E esse é, precisamente, não só um trunfo que a Direita não merece porque desqualificou o Serviço Nacional de Saúde, mas que permite que agora coloquem uma espécie de máscara política”, explica Francisco Louçã, terminando o comentário sobre o SNS com o presságio complicado para o Governo socialista.

“Os incêndios este ano não vão ser nas florestas, vão ser na saúde e sobretudo nas urgências”, afirma Francisco Louçã.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório