Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Os animais em causa? “Os seres humanos que vivem do trabalho"

O deputado comunista deu a entender que estava a falar do chumbo ao fim da tauromaquia quando, afinal, estava a falar do chumbo às propostas do PCP que visavam alterar a lei laboral.

Os animais em causa? “Os seres humanos que vivem do trabalho"

Hoje foram votados na Assembleia da República vários projetos de lei que visavam alterações à legislação laboral e outro que previa a abolição das touradas.

Depois dos deputados expressarem a sua vontade, Miguel Tiago não se coibiu de comentar o resultados dos votos, dizendo mesmo que hoje é um dia triste.

O Parlamento rejeitou pôr fim ao tratamento desumano de animais e dar-lhes mais dignidade nas suas vidas. Continuarão a ser sujeitos aos caprichos dos que se divertem com o seu sofrimento, como se fossem vidas descartáveis”, escreveu Miguel Tiago, acrescentando que os animais em causa eram “os seres humanos que vivem do seu trabalho”.

“Foram rejeitadas propostas do Partido Comunista para o fim da precariedade, para defender o emprego estável e para defender a contratação colectiva”, rematou.

Dando a entender que estava a falar sobre o chumbo ao projeto de lei do PAN que pretendia por fim às touradas, Miguel Tiago, estava antes a falar dos votos negativos às alterações laborais propostas pelo PCP, que, como se sabe, votou contra a abolição da tauromaquia em Portugal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório