Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Governo acredita "em consenso" com PS

O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, disse hoje acreditar que há “consenso” com o PS acerca da orientação do próximo quadro comunitário, que vai abranger os anos entre 2014 e 2020.

Governo acredita "em consenso" com PS

Em declarações aos jornalistas à saída de uma reunião com a Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos (APICCAPS), Poiares Maduro afirmou que tem havido contacto com elementos socialistas: “Penso que há um consenso e um acordo quanto aos critérios fundamentais que devem orientar o próximo quadro de programação de fundos europeus”.

Na sexta-feira vai-se reunir pela primeira vez o comité de especialistas criado pelo Governo no âmbito da estratégia a definir para o próximo quadro comunitário, sendo que o ministro do Desenvolvimento Regional pretende envolver não só especialistas, mas também parceiros sociais e setores que classificou de sucesso em termos internacionais para poder replicar o modelo noutras áreas.

“Estamos neste momento numa fase de ouvir, como hoje, alguns setores que demonstraram nos últimos anos uma capacidade particular de se renovarem, de serem competitivos em mercados internacionais. Porque ouvir estes setores é particularmente importante quer para perceber que condições, que incentivos levaram a essa capacidade de internacionalização a ter sucesso para podermos replicar noutros setores”, afirmou Poiares Maduro.

Já em meados de agosto, o ministro havia anunciado alterações no processo de programação de fundos europeus, que incluíram a criação de um comité de sábios, tendo o Governo solicitado contributos ao PS e obtido uma "grande coincidência de perspetivas".

"Temos mantido alguns contactos com o Partido Socialista [PS] e obtivemos da nossa solicitação uma contribuição do Partido Socialista quanto aos princípios gerais que entende deverem orientar o próximo quadro de programação", disse, na altura, o ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório