Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2018
Tempo
24º
MIN 24º MÁX 25º

Edição

"PS junta trapos com PSD e CDS para derrotar direitos" de trabalhadores

Na ressaca do Congresso do PS, Jerónimo de Sousa teceu críticas contundentes à posição dos socialistas relativamente aos direitos dos trabalhadores.

"PS junta trapos com PSD e CDS para derrotar direitos" de trabalhadores
Notícias ao Minuto

15:47 - 27/05/18 por Fábio Nunes 

Política Jerónimo de Sousa

António Costa deixou a porta aberta a nova acordo à Esquerda com as eleições legislativas no horizonte. Mas há um ponto em que socialistas e comunistas estão de longe se entenderem. Os direitos dos trabalhadores e a legislação laboral são, para já, um ponto de rutura entre PCP e PS, como realçou Jerónimo de Sousa durante um almoço de convívio em Portalegre.

“Tem sido para repor direitos e rendimentos injustamente usurpados que o PCP tem apresentado um conjunto de iniciativas na Assembleia da República com propostas completas visando a revogação das normas gravosas do código do trabalho, da legislação laboral da administração pública, penalizadoras dos trabalhadores dos seus direitos e salários. O atual governo minoritário do PS com o apoio do PSD e CDS resiste à sua alteração”, afirmou.

Uma convergência à Direita que causa alguma estranheza a Jerónimo.

“A questão que nós pomos é que, por exemplo, em relação aos direitos dos trabalhadores, é ou não uma zona de fronteira entre a Esquerda e a Direita? Como é que há estas declarações convictas, cheias de força de socialistas e de Esquerda, quando depois em relação à legislação laboral, em relação à contratação coletiva, em relação ao tratamento mais favorável ao trabalhador, que estão inscritos na Constituição que o PS votou, uma Constituição que diz que não é possível despedimentos sem justa causa, que o tratamento mais favorável deve ser dado ao trabalhador, que a contratação coletiva é um direito alienável dos trabalhadores, o PS junte os trapinhos com o PSD e o CDS para derrotar aquilo que devia estar consagrado na lei, estes direitos fundamentais”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório