Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2018
Tempo
31º
MIN 29º MÁX 33º

Edição

"Não posso ser porta-voz de um órgão a que não pertenço", explica Galamba

O dirigente socialista João Galamba afirmou hoje que deixou a Comissão Permanente do PS a seu pedido e que, por isso, não poderia continuar a ser porta-voz deste órgão, recusando qualquer divergência na origem desta mudança.

"Não posso ser porta-voz de um órgão a que não pertenço", explica Galamba
Notícias ao Minuto

19:30 - 25/05/18 por Lusa

Política PS

A dirigente socialista Maria Antónia Almeida Santos vai substituir o vice-presidente da bancada do PS João Galamba no cargo de porta-voz, disse hoje à agência Lusa fonte oficial deste partido.

"Foi-me feito o convite para continuar e eu disse que preferia ficar no Secretariado. Não posso ser porta voz de um órgão a que não pertenço, só isso. Não pertenço a esse órgão voluntariamente, não houve nenhuma divergência com ninguém", afirmou João Galamba. em declarações aos jornalistas à entrada do 22.º Congresso do PS, que decorre até terça-feira na Batalha.

João Galamba chegou à Exposalão onde vai decorrer a reunião magna dos socialistas vestido de forma descontraída e quase passou despercebido entre a comunicação social.

Questionado sobre a sua sucessora, Galamba considerou que o "cargo fica muito bem entregue".

Perante as sucessivas perguntas, o deputado socialista foi sempre recusando que esta mudança signifique qualquer "despromoção" ou "divergência", sublinhando que se mantém no Secretariado Nacional.

Sobre as razões dessa decisão, João Galamba referiu apenas que já estava "há muito tempo" na Comissão Permanente e "as pessoas não têm de se eternizar nos cargos".

Maria Antónia Almeida Santos já fazia parte da Comissão Permanente do PS, o chamado "núcleo operacional" deste partido, que é liderado pela secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes e que foi constituído logo após a formação do atual Governo minoritário socialista.

Atual vice-presidente da Comissão Parlamentar de Saúde, Maria Antónia Almeida Santos é a principal responsável pelo projeto dos socialistas para a legalização da morte medicamente assistida.

Na sequência do Congresso da Batalha, entre hoje e domingo, João Galamba abandona a Comissão Permanente dos socialistas, onde era o porta-voz, fazendo apenas parte do Secretariado Nacional do PS, o órgão de direção formal deste partido e que é liderado por António Costa.

Da Comissão Permanente do PS saiu também o deputado e dirigente socialista Porfírio Silva, que, no entanto, vai continuar no Secretariado Nacional.

SMA (PMF) // JPS

Lusa/fim

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.