Meteorologia

  • 24 JUNHO 2018
Tempo
24º
MIN 22º MÁX 25º

Edição

Reação dos PALOP ao Compacto foi "muito entusiástica"

A reação dos países africanos que querem associar-se a um novo instrumento de financiamento do desenvolvimento nos PALOP foi "muito entusiástica", disse hoje a secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação portuguesa.

Reação dos PALOP ao Compacto foi "muito entusiástica"
Notícias ao Minuto

12:54 - 25/05/18 por Lusa

Política Teresa Ribeiro

"Os passos que foram dados foi estabelecer um calendário, ouvir os representantes dos diferentes Estados que querem associar-se ao Compacto, e desse ponto de vista a reação não foi apenas muito positiva, mas eu diria mesmo muito entusiástica", disse Teresa Ribeiro à Lusa, à margem da participação nos Encontros Anuais do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), que decorrem até hoje em Busan.

O Compacto é um instrumento de financiamento aos Países Africanos de Língua Oficial que está a ser preparado pelo BAD, com o apoio de Portugal, para aumentar a integração das economias lusófonas e alavancar os investimentos internacionais nestes países em áreas propostas pelos Estados e selecionadas pelo Banco.

"O BAD é o banco com quem os países africanos melhor trabalham, tem uma capacidade de penetração no terreno muito assinalável e por isso também uma capacidade de realização de negócios, de formulação de estratégias, que está muito próxima dos países africanos", vincou a governante portuguesam salientando que "o BAD tem igualmente como linha da sua intervenção um diálogo político e sobre as políticas que é muito enriquecedor e que torna a colaboração com o Banco muito importante".

Sobre as negociações, Teresa Ribeiro disse que "estão a correr bem, há uma receção muito positiva da parte dos Estados, todas as questões que têm a ver com os diferentes mecanismos que integrarão o Compacto, o conjunto de projetos que neste âmbito vão ser identificados para financiamento, trabalho que será feito com o Banco e com os países parceiros, esse é o trabalho que vai ser iniciado depois de termos a assinatura de uma declaração de intenções para começar a trabalhar no instrumento concreto".

A ideia é ter um memorando de entendimento que possa ser assinado na Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da CPLP, que decorre em julho em Cabo Verde, e que terá pela primeira vez a presença do presidente do BAD, Akinwumi Adesina.

A reunião dos governadores do BAD decorre esta semana na Coreia do Sul e tem como tema oficial 'Acelerando a Industrialização de África', e decorre num contexto de crescimento fraco no continente e de dívida pública excessiva.

Os Encontros Anuais são uma das maiores reuniões económicas sobre o continente africano, juntando chefes de Estado, acionistas de referência no setor público e privado, governadores dos 80 bancos centrais que são acionistas do BAD e académicos e parceiros para o desenvolvimento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.