Meteorologia

  • 02 OUTUBRO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 30º

"O Sporting precisa de ir ao psiquiatra, vive um momento de loucura"

Joaquim Jorge defende que "a massa associativa do Sporting é a melhor de todas" mas que não se pode queixar se votou em "Bruno 'Trump' Carvalho".

"O Sporting precisa de ir ao psiquiatra, vive um momento de loucura"
Notícias ao Minuto

10:30 - 21/05/18 por Tiago Miguel Simões

Política Joaquim Jorge

O fundador do Clube dos Pensadores decidiu abordar aquele que por imposição é o tema do momento: o estado em que se encontra e em que ficará o Sporting Clube de Portugal. Para tal, compara Bruno de Carvalho, ao presidente norte-americano, Donald Trump.

“O estilo Trump, em vez, de chegar à política portuguesa, chegou ao futebol português via Bruno 'Trump' Carvalho”, começa por dizer, reprovando depois o tempo mediático “excessivo” que o futebol tem.

Para Joaquim Jorge, “alguns presidentes dos clubes têm um poder comparável a um primeiro-ministro ou Presidente da República”, porque “o futebol é o ópio do povo”. Mas o biólogo defende que nem por isso o amor a este desporto pode “tolher” a mente dos portugueses.

“O 'Far West' está instalado no Sporting, sem governo, à toa, sem rumo, a deus dará. É um drama e uma tragédia”, diz, referindo ainda que se o Sporting teve, durante a época, momentos para “desfrutar, rir e ter esperança”, na hora das grandes decisões “perdeu tudo”.

Joaquim Jorge defende também que é lamentável a situação que o clube centenário atravessa e afirma que o secretário de Estado do Desporto, João Paulo Rebelo, assim como o presidente da Liga de Clubes e do presidente da Federação Portuguesa de Futebol já deviam ter intervido.

“O Sporting precisa de ir ao psiquiatra, vive um momento de loucura. Os adeptos do Sporting, são os que menos culpa têm de tudo isto. A massa associativa do Sporting é a melhor de todas, estão fartos de perder e sofrer, aguentam estoicamente sem deixar de apoiar o clube. Todavia, não se podem queixar porque foram eles que votaram massivamente neste presidente”, explana, partindo depois para análise ao sistema eleitoral que se pratica nos clubes de futebol .

“Que tipo de democracia é esta numa eleição de um presidente de um clube em que um sócio vale 50 votos, outro 30 votos e por aí adiante!?”, questiona.

O fundador do Clube dos Pensadores acredita que o desfecho desta “tragédia” pode ser terrível e que nada resta a não ser esperar e acompanhar a evolução do caso. Ainda assim, na sua opinião, “o Sporting vai-se ver à nora para se libertar de Bruno 'Trump' Carvalho”. Até porque prevê Joaquim Jorge que a próxima Assembleia-Geral venha a ser “um momento histriónico”.

Sem referir o nome do presidente dos leões, Joaquim Jorge advoga que muitos dirigentes desportivos se julgam superiores. “Há um deslumbramento no poder e com o poder. Nunca são responsáveis e arranjam rapidamente culpados”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório