Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2018
Tempo
29º
MIN 26º MÁX 31º

Edição

Costa diz que o UE tem de "arrumar a casa" antes de pensar no alargamento

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje que o alargamento da União Europeia não está na ordem do dia, uma vez que o bloco comunitário precisa de "arrumar a casa" antes de negociar a adesão dos países dos Balcãs Ocidentais.

Costa diz que o UE tem de "arrumar a casa" antes de pensar no alargamento
Notícias ao Minuto

14:01 - 17/05/18 por Lusa

Política União Europeia

"Não creio que [o alargamento] esteja manifestamente na ordem do dia. É preciso sermos realistas: não se convida um amigo para casa sem primeiro arrumarmos a casa e há muito trabalho de casa a fazer na União Europeia", respondeu o primeiro-ministro, quando questionado sobre o alargamento aos Balcãs Ocidentais.

Em declarações aos jornalistas, durante a Cimeira União Europeia-Balcãs Ocidentais, em Sófia, António Costa vincou que, neste momento, está "aberto um grande debate sobre o futuro da Europa".

"Em junho, vamos ter um teste muito importante sobre a capacidade de tomar decisões sobre a reforma da União Económica e Monetária, que é essencial. Como se pode convidar mais alguém para a União Europeia sem conseguirmos consolidar aquele que foi o projeto mais ambicioso até agora lançado", referiu.

Para Costa, num momento em que a Europa está "tão dividida na discussão do próximo quadro financeiro plurianual" (orçamento comunitário), não pode convidar outros para o bloco comunitário.

"Primeiro temos de arrumar a nossa casa para podermos receber os outros com todo o respeito e dignidade com que somos recebidos em casa própria. É assim que cada um faria na sua casa, é assim que temos de fazer com os países dos Balcãs Ocidentais, o que não significa que não se aproveite este período para avançar naquilo que é possível avançar", disse.

O primeiro-ministro português destacou a importância do dossier da conectividade na aproximação dos Balcãs Ocidentais à UE. "Reforçando a conectividade na energia, nos transportes e no digital ficamos, com certeza, mais próximos", sustentou.

Na Cimeira de hoje, a primeira do género dos últimos 15 anos, os chefes de Estado e Governo da UE -- à exceção do primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, ausente devido à presença do Kosovo - reafirmaram, perante os dirigentes de Albânia, Bósnia-Herzegovina, Sérvia, Montenegro, Antiga República Jugoslava da Macedónia e Kosovo, "o compromisso da UE para com os seus parceiros dos Balcãs Ocidentais" e reiteraram "a pertença da região à família europeia".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório