Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2018
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 16º

Edição

CDS condena agressões e remete decisão sobre final da Taça para o MAI

O CDS-PP condenou e lamentou hoje as agressões registadas na terça-feira na Academia do Sporting, em Alcochete, e remeteu para o Governo a avaliação das condições para a realização da final da Taça de Portugal no próximo domingo.

CDS condena agressões e remete decisão sobre final da Taça para o MAI
Notícias ao Minuto

14:15 - 16/05/18 por Lusa

Política Sporting

Questionado pelos jornalistas no final da conferência de líderes parlamentares, à margem de uma declaração sobre eutanásia, o presidente da bancada democrata-cristã, Nuno Magalhães considerou que, por enquanto, "é o momento de condenar veementemente, lamentar profundamente e prestar solidariedade ao Sporting Clube de Portugal".

"Há questões em segredo de justiça, há detenções e interrogatórios a decorrer, temos tempo com mais serenidade tomar posição quanto a medidas que poderão ser tomadas", afirmou, recordando que esse tempo terá de ser necessariamente curto, até porque existe trabalho feito pelo parlamento neste setor.

Questionado se há condições para que, no domingo, se realize a final da Taça de Portugal, que será disputada entre o Sporting e o Desportivo das Aves, Nuno Magalhães remeteu essa avaliação para o Ministério da Administração Interna.

"Ontem [terça-feira], a secretária de Estado disse que sim, mas é um assunto com avaliação de risco dinâmica", afirmou, remetendo essa questão para os serviços de segurança e de informação.

No final da conferência de líderes, mais nenhum partido prestou declarações à comunicação social.

Na terça-feira, um grupo invadiu a Academia do Sporting, em Alcochete, e agrediu futebolistas e equipa técnica do clube de Alvalade.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recusou hoje confirmar se vai estar presente na final da Taça de Portugal, domingo, no estádio Nacional no Jamor, e disse sentir-se "vexado" com os incidentes de terça-feira, considerando ser este o momento de travar a escalada de violência no desporto.

"Tive o sentimento de alguém que se sente vexado pela imagem projetada por Portugal no Mundo. Vexado porque Portugal é uma potência, nomeadamente no futebol profissional, e vexado pela gravidade do que aconteceu", afirmou o Presidente da República.

O Governo tinha repudiado na terça-feira à noite os incidentes na Academia do Sporting, que considerou atos de vandalismo e criminosos.

Numa declaração conjunta da secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, e o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, o Governo confirmou a detenção de 21 presumivelmente envolvidos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório