Meteorologia

  • 27 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 22º

Estado da EN17 é uma "vergonha". Vídeo torna-se viral e JS já reagiu

A estrada nacional que liga Coimbra a Celorico da Beira está muito degradada, em particular na zona de Oliveira do Hospital. A Juventude Socialista (JS) fala na necessidade de obras o mais depressa possível.

Estado da EN17 é uma "vergonha". Vídeo torna-se viral e JS já reagiu
Notícias ao Minuto

13:01 - 26/03/18 por Inês André de Figueiredo

País Oliveira do Hospital

Fernando Valente é motorista e conhecedor de muitas estradas portuguesas, mas resolveu utilizar a sua conta de Facebook para divulgar um vídeo “em plena Estrada Nacional 17”, na zona de Oliveira do Hospital, distrito de Coimbra.

“É uma vergonha e depois falam em segurança rodoviária”, escreveu num publicação que se tornou viral e que já foi vista por mais de 780 mil pessoas.

Nesta senda, e num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso, “a Juventude Socialista de Oliveira do Hospital vem por este meio demonstrar a sua extrema preocupação com a situação da Estrada da Beira N17”.

A juventude do PS recorda que o troço que atravessa o concelho esteve “durante tempo demais, num estado de deterioração lamentável e potencialmente prejudicial para a região”, mas começou a ser alvo de obras no ano transato.

Era esperado que no fim de 2017 as obras estivessem acabadas. Mas "decorridos quase quatro meses do ano de 2018, e não obstante alguns trechos dos referidos 17 quilómetros estarem já concluídos, existem outros, dos quais se destaca a Recta da Salinha, que nos levam a crer que ainda teremos de continuar a falar da N17 durante muito mais tempo”, pode ler-se na nota.

“São cerca de 4 km que podem demorar 30 minutos a fazer, facilmente comparáveis a um verdadeiro caminho de cabras. Constatamos, com pesar, que a situação é ainda inquietante e desrespeitosa para com o concelho, perigosa para os seus utilizadores, danosa para os veículos e inibidora para a economia oliveirense”, frisa a JS local.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório