Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2018
Tempo
35º
MIN 33º MÁX 36º

Edição

Semana Santa de Braga teve em 2017 impacto económico de 9.5 milhões

A Semana Santa de Braga teve em 2017 um impacto económico de 9,5 milhões de euros, tendo as solenidades sido apreciadas por 64 mil pessoas de 30 nacionalidades, segundo um estudo da Universidade do Minho (UMinho) hoje revelado.

Semana Santa de Braga teve em 2017 impacto económico de 9.5 milhões
Notícias ao Minuto

19:48 - 08/03/18 por Lusa

País Universidade

Apresentado esta tarde, o estudo encomendado pela Comissão da Quaresma e Solenidades da Semana Santa de Braga aponta que das quase 65 mil pessoas que visitam o município na semana pascal apenas 22 mil pernoitam na cidade, esgotando a oferta hoteleira, pelo que, defendeu um dos autores do estudo, João Cerejeira, "há margem de crescimento" para a oferta turística.

O estudo revela que no perfil do visitante destaca-se o peso dos turistas estrangeiros, que atingem os 60%, vindos principalmente de Espanha (36%), e que uma "significativa proporção de visitantes contam com idades compreendidas entre os 45 e os 64 anos (45%) e com nível de escolaridade superior (entre 55% os nacionais e 73% os estrangeiros)".

A UMinho concluiu que, em média, a despesa diária é de cerca de 79 euros, sendo que, no total, o impacto económico da semana da Páscoa de 2017 em Braga foi de 15 milhões de euros, embora o valor não possa ser todo atribuído à Semana Santa.

"O impacto económico total estimado, durante o período da Semana Santa de 2017, ascende a 15 milhões de euros, dos quais, 9,5 milhões são imputáveis à Semana Santa, ou seja, deduzido o impacto do turismo de uma semana normal, na mesma época do ano", explicou João Cerejeira, da Universidade do Minho.

Segundo o académico, do estudo há ainda que realçar que, "em alguns dias, a taxa de ocupação turística ronda os 90%", pelo que "há margem de crescimento para a oferta turística em Braga".

Para a comissão organizadora das solenidades da Semana Santa, os resultados do estudo são animadores mas acarretam responsabilidades.

"Estamos a assimilar os resultados mas são muito favoráveis. É um resultado que nos alegra e ao mesmo tempo responsabiliza. Estamos a trabalhar bem, isto envolve muito trabalho, muitas variáveis", salientou o cónego Luis Miguel Rodrigues.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório