Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2018
Tempo
33º
MIN 33º MÁX 34º

Edição

Portuguesa morta à facada na Bélgica. Filha viu a mãe morta

O único suspeito do crime foi detido depois de ter alertado as autoridades para a morte da mulher.

Portuguesa morta à facada na Bélgica. Filha viu a mãe morta

Uma emigrante portuguesa a viver em Charleroi, na Bélgica, foi assassinada na madrugada de terça-feira no interior do bar que explorava naquela cidade.. O companheiro, pai da filha, é o único suspeito e já foi detido.

O jornal belga La Province refere que a mulher, Maria da Rocha, foi encontrada com ferimentos de faca nas costas. Estava sem vida e ensanguentada quando as autoridades chegaram ao local do crime, o bar de nome Petite Taverne.

E terá sido o companheiro, David Vens, que terá assassinado a mulher. De acordo com o site DH, foi ele quem chamou as autoridades ao local, cerca das 7h30. No entanto, antes ligou a uma amiga a dar conta do sucedido e a pedir para que tomasse conta da filha, uma menina de nove anos.

“A Maria partiu. Fica com a miúda que eu, de certeza, que vou para a prisão”. Terão sido estas palavras de David, de acordo com o que disse a referida amiga ao portal online de informação DH.

Segundo a mesma fonte, a violência era uma constante entre o casal. David, contou, já havia espetado um garfo no joelho de Maria e, noutra situação, já a tinha esfaqueado.

Notícias ao MinutoMaria da Rocha com David Vens© D.R.

A menina acabou, não por ficar na casa da amiga dos pais, mas sim num café ao lado do local do crime onde terá dito às pessoas que, cerca da meia-noite, viu a mãe deitada no chão do café com uma “ferida” na costas. Na sua inocência, a menina disse que tentou colocar um penso rápido na “ferida” e que a mãe estava a dormir.

O procurador que está a investigar o crime não fez qualquer comentário sobre os alegados atos de violência doméstica que já seriam comuns. Disse apenas que David contou às autoridades que, na noite do crime, Maria havia dormido no quarto e ele no sofá e que quando acordou a mulher já estava morta. No entanto, Vincent Fiasse deixou claro que o relato de David era incongruente devido ao estado de embriaguez em que se encontrava na noite do crime.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório