Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2018
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 12º

Edição

Seca: Produtores de bovinos alarmados com falta de alimento

Os produtores de bovinos de raça mirandesa mostraram-se hoje "alarmados" com os efeitos da seca nas sementeiras e na produção de alimento para os animais, que continuam em estábulo por falta de pasto nos lameiros.

Seca: Produtores de bovinos alarmados com falta de alimento
Notícias ao Minuto

15:04 - 14/02/18 por Lusa

País ACRBM

"Confrontamo-nos com uma situação alarmante que passa pela falta de pasto nos lameiros. As sementeiras correram muito mal, tudo porque muitas delas nem sequer rebentaram e os produtores estão recorrer suplementos alimentares para os animais", revelou o secretário técnico da Associação de Produtores de Bovinos de Raça Mirandesa (ACRBM), Válter Raposo.

Segundo o técnico, o ano passado também não houve forragens em quantidade suficiente e agora as explorações agrícolas estão a ressentir-se desse problema, o que está a afetar todas as explorações pecuárias do território do Nordeste Transmontano.

"O futuro, neste caso é uma incógnita. Se não chover nos próximos tempos, os pastos poderão não rebentar. Por outro lado, no que respeita às culturas de sequeiro, a situação está muito atrasada para o tempo", frisou o responsável.

Os produtores estão às recorrer as reservas de outros anos. Outros estão a comprar forragens e palha, principalmente na vizinha Espanha a preços tidos "como especulativos".

"Os alimentos para animais encarecerem muito. Posso dizer que o preço da palha está ao dobro dos preços praticados no ano passado, uma situação, que se vai ressentir na economia das explorações pecuárias, já que a margem de lucro é cada vez menor", vincou Válter Raposo.

As explorações de bovinos de raça mirandesa rondam em média as quarenta fêmeas reprodutoras, havendo casos em que podem ultrapassar a centena de efetivos.

"É nas explorações de maior dimensão que a seca se faz sentir com mais intensidade, já que é preciso produzir mais alimento para o gado", observou.

A médio prazo, e segundo o secretário técnico da ACRBM, a falta de alimento provocado pela seca poderá trazer repercussões na reprodução dos animais, o que poderá comprometer o efetivo de uma raça que já esteve ameaçada de extinção.

"Para além da escassez de alimento para o gado, há produtores que ainda transportam água para suas explorações pecuárias, tudo porque que os poços ou as nascentes ainda não têm caudal suficiente para as abastecer", indicou.

O Solar dos Bovinos de Raça Mirandesa está confinado aos concelhos Miranda do Douro, Vimioso, Mogadouro, Bragança, Vinhais e Macedo de Cavaleiros.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.