Meteorologia

  • 25 JUNHO 2018
Tempo
23º
MIN 22º MÁX 24º

Edição

Estudante que esteve preso por matar a tia foi absolvido

Homem foi absolvido, enquanto casal foi condenado pela morte da idosa.

Estudante que esteve preso por matar a tia foi absolvido
Notícias ao Minuto

16:49 - 30/01/18 por Patrícia Martins Carvalho

País Famalicão

Armindo Castro havia sido acusado, em 2012, de ter assassinado a tia idosa em Joane, Famalicão.

O então jovem estudante sempre negou a autoria do crime, mas acabou mesmo por ser condenado a 20 anos e sete meses de prisão pelo Tribunal de Famalicão.

No entanto, quando estava preso a cumprir a pena, um homem entregou-se à GNR, assumindo a autoria do homicídio qualificado.

Estávamos em 2014. Artur Gomes disse à GNR que, com a ajuda de uma mulher, tinha assassinado a idosa durante um assalto à residência da vítima.

Depois de ter estado preso por dois anos e meio, Armindo Castro foi então libertado, em dezembro de 2014.

O caso chegou esta terça-feira ao fim com o acórdão proferido pelo Tribunal Judicial de Guimarães. Armindo Castro, o sobrinho da vítima, foi absolvido do crime, enquanto Artur Gomes foi condenado a 20 anos e sete meses de prisão. A mulher, co-autora do crime, foi condenada a 18 anos e sete meses de prisão.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.